Editorial, Natal, Notícias

EDITORIAL DOSOL: MUSIC LIFE STYLE

Por Foca

De volta com nosso editorial sempre comentando sobre o assunto que envolve nosso ambiente de trabalho e nossas vidas em geral: a música. Hoje o assunto que quero falar aqui é básico mas muitas vezes esquecido por aqueles que sonham ter uma carreira musical ou afins. Estou falando da “Music Life Style”.

Sempre que se aproxima o Festival Dosol sempre faço uma reflexão. Qual é objetivo do festival? Para quem ele é feito? Quais ações podem trazer benefícios para nós e para os participantes? É difícil responder tudo. Lembro que quando tivemos a maior captação (patrocínio) em uma edição, isso em 2006, fiquei achando que tinha investido mal a verba do evento com palcos grandiosos, luzes espetaculosas, espaço físico enorme e afins. Se esse mesmo dinheiro fosse investido em conteúdo para nós e para as bandas teria mais sentido nossa ação.

Ontem me peguei assitindo um DVD da Vans Warped Tour 2002. O evento é um dos maiores do verão americano e junta mais de 100 bandas e 500.000 pessoas todos os anos. No line up várias novidades do rock alternativo mundial e algumas bandas consagradas, mas que são do mesmo circuito. Percebi que se quisermos continuar fazendo isso por mais tempo temos que fazer que nem os americanos, levar isso como uma “life style”. Toda a estrutura da Vans é incrivelmente simples. Um palco/caminhão que monta e desmonta rápido, vários tour bus com a equipe e as bandas, som para aguentar a multidão e praticamente nenhuma iluminação. Quando os shows entram pela noite liga-se uns set lights e o evento prossegue. E nem por isso eles deixam de ter GRANDES patrocinadores.

Isso só é possível acontecer desse jeito porque lá o que importa pros fãs de música é a própria música, ver sua banda preferida em ação sem aquela relação artista/público que é insistentemente cultivada no Brasil. Não é dífícil ver alguém do Bad Religion na banquinha de vendas oficial da banda, ajudando a alavancar as vendas do merchadising do grupo. Isso é o que eu chamo de “Music Life Style” tanto das bandas como dos fãs.

Quando terminei de ver o DVD percebi que isso é o que falta para a gente ter uma cena consistente, duradoura e auto-sustentável. Precisamos de pessoas que fiquem 100% voltadas para música, trabalhando por ela e aí sim poderíamos cobrar algum resultado financeiro para isso. Elas já existem mas são poucas e raras. Percebi também que o formato que escolhemos pro Festival Dosol também se mostra saudável. Esse ano, com risco baixo de tomarmos prejuízo, vamos reparar algumas falhas “filosóficas” da edição de 2006.

A primeira coisa a fazer é quanto ao conteúdo. De 40 a 50% de toda a escalação serão de artistas potiguares dividos em três categorias: muito novos, novos e com trabalhos consistentes no “mercado”. São eles que estão aqui todo dia na labuta e é justo e necessário que assim seja. A segunda coisa a fazer, e continuando a falar de conteúdo, é registrar tudo em vídeo e áudio. Sim, faremos pela primeira vez na história de um festival independente no Brasil, um DVD oficial do festival. Tudo vai ser gravado em áudio multi-pista por profissionais do estado e de fora dele que entendem de música nova e filmado pela Dosol Image, que já vem fazendo um trabalho em vídeo bem satisfatório nos últimos 3 anos. Resumindo em miúdos, cada banda que se apresentar no Festival Dosol 2008 vai ganhar um clip ao vivo (e isso custa caro!).

Por último anuncio que além das datas do dia 01 e 02 de novembro, o festival ainda terá mais quatro datas dos dias 11 a 14 de novembro, realizadas em teatro que vai se chamar Festival Dosol (Música Contemporânea). Todas as mudanças estão sendo feitas para levar conteúdo às pessoas e para entendermos que a “music life style” é o que realmente importa nessa lógica agressiva e opressora do mercado. Nós confiamos no nisso! Já dizia o Wander Wildner a frente dos sensacionais Replicantes: Utopia, faça uma todo dia!

9 Comments

  1. Massa Foca, é bem por aí…

    Que as pessoas entendam o recado como uma nova forma de ver e trabalhar música, não se prendam apenas ao que ele falou sobre o festival…

  2. É isso ae Foca, Força sempre que o mais importante é ter amor e tesão no que fazemos. O Festival DoSol mostra tudo o que Natal tem a oferecer, seja pela música ou por amor a ela.

    Sucesso e Rock sempre!!!

  3. bah velho é isso ai mesmo , essa e a ideia e tem muita gente que luta por isso, a vida dedicada a musica ao rock, com muita luta, fazendo as coisas do jeito que vc esta fazendo com certeza vida muito longa ao festival.
    um abraço a todos, é isso ai Foca. estamos juntos nessa luta, para criar um grande cenario alto-sustentavel.
    grande abraço.
    Clã Mcloud Rock.
    http://www.myspace.com/clamcloud

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *