Coberturas

COMO FOI? 6ª CHAMADA CARNAVALESCA DO ROCK, NATAL/RN


Talma&Gadelha no Centro Cultural Dosol lotado!

Se alguém tinha dúvida de quanto o carnaval alternativo de Natal cresceu e se fortaleceu nos últimos anos deve ter tirado a limpo essas mesmas dúvidas na 6ª edição da Chamada Carnavalesca do Rock. Evento que utiliza a rua é bem difícil de contar público mas acredito que bem mais de 2.000 pessoas prestigiaram a programação com excesso de alegria e NENHUM incidente.

Foi bonito também ver vários potiguares que são atraídos pelo carnaval pernambucano adiantarem suas voltas para curtir o último dia de folia oferecido pela Chamada Carnavalesca do Rock. Prova de que se bem montado e eclético uma festa como o carnaval funciona bem em qualquer lugar do país. Mossoró também estava em peso na festa.

Os trabalhos foram abertos pela discotecagem esperta e certeira do trio Magão, Júlio Cortez e Caxangá. Foram seis horas de discotecagem que misturou estilos como rock, ragga, funk true, metal, grunge e o que mais viesse na cabeça. A coisa podia sair de um frevo do Caetano e debandar para um clássico do Nirvana sem pudor. Foi lindo e a turma aprovou!

Às 16h30 em ponto os shows começaram dentro do Centro Cultural Dosol. Khrystal, cada vez mais autoral e confiante subiu ao palco para defender o show “ O Trem”. E a nêga veio quente, azeitada por uma sequência de shows que imendou uma temporada no próprio Dosol, bailes carnavalescos espalhados pela cidade e uma passagem pelo carnaval pernambucano no último domingo. O resultado foi nitroglicerina pura. Que venha o novo disco de composições próprias e mais shows como esse.


Luan dos Red Boots. Revelação do rock potiguar para 2012.

Perto das 17h30 a dupla de Mossoró Red Boots subiu ao palco para mostrar porque são considerados a grande revelação do rock potiguar para 2012. Um barulho dos diabos, vocal bluseiro e afinado e composições certeiras deram o tom da aclamada apresentação do dueto, que tocou pela primeira vez depois de gravar seu primeiro álbum (que vai ser lançado amanhã para download aqui mesmo no site Dosol). Com confiança e mais shows na agenda não há limites nem fronteiras para o Red Boots. Fato. Melhor show da noite.

Já com o Centro Cultural Dosol (muito) lotado o Camarones Orquestra Guitarrística subiu ao palco para dar início a uma sequência de 22 shows que só vai parar dia 09 de abril. E a banda tava com sede de palco. Fizeram um set curto e roqueiro e ainda deu tempo de chamar Simona Talma, Henrique Rocha e Emilly Barreto, todos do Talma&Gadelha, para mandar um cover de Monkey Man dos Specials. Foi o momento que mais demonstrou o clima de festa que se estabeleceu na Ribeira neste grande dia.


Camarones Orquestra Guitarrística esquentando as turbinas para megatour de 2012.

Com o climão estabelecido e público na mão o Talma&Gadelha manteve a sina das últimas apresentações. Todo mundo cantando tudo, conexão absurda com a audiência e crescimento a cada show. Vai longe. O Calistoga aproveitou a Chamada para reforçar em show seu mais recente trabalho em disco. Com um som muito bem equalizado e pesado o grupo aproveitou a chance fazendo uma bela apresentação com as já tradicionais Jam sessions no final.


Dante Augusto, Calistoga.

Já perto das 22h o Son o f A Witch encerrou a Chamada Carnavalesca do Rock com sua brutal mistura de rock viajandão e drives cascudos. Uns chamam de Stoner, prefiro dizer que é rock bruto gratuito. Excelente! É outra formação que já vem na batalha mas que tem tudo para usar esse ano para um salto maior e melhor. Aguardemos.

O saldo da Chamada Carnavalesca do Rock foi mais que positivo. É uma injeção de ânimo astronômica para o “ano letivo” da cena autoral da cidade. O período promete, vamos trabalhar. Até a próxima!

PS: Aguardem cobertura fotrográfica e em vídeo da atividade!

2 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *