Natal, Notícias

ENTREVISTA: RAFAEL CUNHA (DISTRO/XUBBA MUSIK)

Por Hugo Morais, Natal/RN

Conteúdo: www.bemvindoboaviagem.blogspot.com

Rafael Cunha é guitarrista e vocalista da banda Distro. Também é um dos que comandam a Xubba Musik ao lado dos comparsas Beloni, Coração e Artur. O selo foi formado para lançar os discos e produzir eventos das bandas que eles são integrantes. As vezes o selo também promove eventos em parceria com a DoSol. O primeiro lançamento do selo foi em 2006 com o Split do Distro e Cinema Mudo e um EP do Vitrola. Em 2007 mais dois lançamentos. Propaganda Enganosa do Distro e Rock, Tesão e outros Vícios do Vitrola. Já esse ano foi lançado o EP do Calistoga e será lançado no próximo sábado os discos Tétano, do Distro, e Continuo a Rodar, do Vitrola.

Hugo Morais – Rafael, hoje a saída é produzir em parcerias?
Rafael Cunha – Rapaz, com certeza as coisas acontecem mais fácil com parcerias, não fica pesado pra ninguém e dá pra se planejar e investir em outras coisas e fazer rodar a banda, selo.

HM – E como funciona a Xubba. Todos tem funções definidas ou cada um ajuda em tudo?
RC – Cara, a gente se divide de acordo com as habilidades e necessidades e a gente vai fazendo as coisas. Por exemplo, eu fico com a parte do site, fotologs, myspace, os caras já vão pra parte de produção das bandas como Rafael Prado (coração) e Artur Araújo, eles ficam presentes nas gravações e são os chatos em relação a timbres, melhorias nas músicas, essas coisas que o cara da banda não vê. E nas festas que a gente faz, Beloni sempre me ajuda na questão operacional de fazer a festa mesmo. Não somos uma empresa, ainda. Nos organizamos como dá, pois todo mundo trabalha e os caras ainda estão na faculdade, mas terminando isso, teremos como fazer as coisas de forma mais organizada e planejada.

HM – Coração toca no Cinema Mudo. Como anda a produção deles e do Kawa Nui, outras bandas do selo?
RC – O Cinema Mudo deve lançar algo no fim desse ano ou início do ano que vem, algo bem light, sem pretensões, apenas por diversão. O Kawa Nui já marcou sua gravação pra iniciar dia 08/11, e estamos estudando se lançamos esse ano ou deixamos pra lançar no início do ano. A gente não pode parar né?

HM – O Kawa Nui faz ska com metaleira e tudo, mas não se apresentam muito. Porque?
RC – Cara, o Kawa Nui por ter as metaleiras, dificulta um pouco pois são músicos profissionais e precisam do cachê, mas os caras que estão nessa formação atual estão mais interados de como funciona o rock em Natal, creio que isso mude num futuro bem próximo. E eles passaram por vários imprevistos como troca de baterista, coisas de banda mesmo. Mas dessa vez eles vão engrenar e fazer mais shows. Não digo que cobrar cachê é incorreto, mas na nossa realidade, banda autoral não ganha cachê.

HM – Como serão os shows sábado? Alguma novidade para os lançamentos?

VitrolaRC – Bicho!! Só novidades né?? Vamos lançar esses discos novos, o “Tétano” e “Continuo a Rodar”, do Distro e Vitrola respectivamente, e terão os shows do Fewell e Os bonnies pra completar. A sequência das bandas será: Os Bonnies, Distro, Vitrola e Fewell fechando. Vou salientar que vai ser muito foda, pois os áudios ficaram FUDEROSOS, as artes dos cds também e os shows…..Tem que ir pra sacar, pois será da melhor qualidade, a instiga tá presa faz tempo. VAI SER DESTRUIÇÃAAAAAAAAAAAAAO.

HM – As bandas tem melhorado muito suas gravações e apresentações. Você acha que isso reflete um amadurecimento em relação ao profissionalismo, mesmo tudo sendo feito de forma independente, sem apoios?
RC – Com certeza estamos amadurecendo. E não só musicalmente falando. Estamos bem decididos no que queremos, isso já facilita muito. E quando somos mais moleques, ficamos insistindo em coisas que são momentâneas, inconsistentes. O lance de ser independente não vai desestimular por um único motivo, a culpa será sempre sua, seja ela no “sucesso” ou no anonimato. Os apoios pra mim hoje em dia são as parcerias que vem acontecendo e fortalecendo nosso rock. O nosso rock quebrou muitas barreiras já, mas ainda falta muito pra “essa galera” se tocar. Enquanto isso a gente faz do nosso bolso mesmo.

HM – Pra terminar, me diga como anda a movimentação de vocês para expor esse novo trabalho fora de Natal. sabemos que as bandas daqui circulam timidamente por outros estados. Vocês já estão articulando algo?
RC – Com certeza estamos articulando algo por João Pessoa e Recife ainda em novembro. E o Vitrola está começando a articular as coisas também acho que em Fortaleza, vai rolar sim!! E estamos “devendo” pra nós mesmos esses shows fora, pois esses trabalhos que serão lançados sábado ficaram bem audíveis, aguarde e confie!! Compareçam sábado, vai ser ROCK!!

8 Comments

  1. Valeu Rafaumm!! falou tudo!!!! A Xubba é paw mesmo!!!
    Os lançamentos desse selo são muito promissores!!
    Ta faltando apenas o CD do Kawa Nui….. tivemos muitos problemas, que ja foram solucionados e jah entramos no studio para gravar!!! ateh o fim de novembro ja vai estar tudo gravado!!!
    E a data de lançamento a de ser estudada!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *