Nacional, Notícias

BRUNO NOGUEIRA (PE): ADEUS ANO VELHO

Provavelmente nenhum ano vai provocar tantas mudanças na minha vida como 2008. Em janeiro eu completava três anos cobrindo música na Folha de Pernambuco, entrava na reta final do meu mestrado com a data da banca já marcada, tinha uma namorada incrível, estava na curadoria do festival Abril Pro Rock e preparava as minhas primeiras aulas como professor dos cursos de jornalismo e produção fonográfica da Aeso. Era muita coisa e tudo acontecia de maneira acelerada, de uma forma que eu nem mantinha registro de tudo (até porque mal sobrava tempo para dormir).

No momento que o festival chegou, apenas três meses depois, tudo já tinha mudado completamente. Eu sai do jornal, defendi a dissertação e já tinha o título de mestre, acabei o namoro – mas ganhei uma amiga tão incrível quanto – e, daquela época, só tinham sobrado as aulas. Três meses depois, eu já estava no Diario de Pernambuco, tinha pedido demissão da faculdade e conseguia publicar meu primeiro texto na revista Rolling Stone. Só essas mudanças já pareciam loucura suficiente. Eu começava a por em prática meu plano de fazer menos coisa e descansar um pouco mais (no começo do ano eu ficava doente num espaço de cada 15 dias de tanto stress).

Mas três meses depois eu pedi para sair do Diario. Fui embora para Salvador, quando comecei a morar longe da família pela primeira vez na vida. Passei a trabalhar no jornal A Tarde, o maior de lá, no caderno jovem semanal. E nesse meio tempo fui aprovado no Doutorado em Comunicação na Federal de Bahia para pesquisar sobre crítica de música. E, pela primeira vez na minha vida, janeiro está chegando em cinco dias e eu não faço mais idéia do que é que vai acontecer com minha vida até lá.

E, nessa vibe, vale algumas listas para lembrar do ano (claro, eu não ia ficar de fora dessa):

Melhores shows vistos: Interpol em São Paulo, Móveis Coloniais no Carnaval do Recife, Mallu Magalhães em Goiânia, Autoramas no Abril Pro Rock, Breedes no Planeta Terra.

Melhores festivais: Bananada, em Goiânia, disparado melhor do ano. Rec-Beat (eles vão precisar se esforçar muito para superar essa edição), Festival Mundo em João Pessoa (um oasis em plena Paraiba e obra de uma turma que é bem mais nova que eu). Planeta Terra, mais pelo reencontro de amigos que pelos shows. Abril Pro Rock, mais por eu participar da produção pela primeira vez que pelo evento em si.

Melhores filmes: Juno, Wall-e, Cloverfield, Homem de Ferro e Batman: The Dark Knight

Cinco músicas de lá: Albert Hammond Jr. – GFC; MGMT – Kids; Little Joy – Keep me in Mind; Vampire Weekend – A-Punk; Girl Talk – Shut The Club Down

Cinco músicas daqui: Marcelo Camello e Mallu Magalhães – Janta; Guizado – Vermelho; Wry – Loveless (Pelvs Cover); Amp – Sinestesia; 3naMassa – Certeza

Músicas que mais ouvi: Dinosaur Jr. – Out There (e ainda devo continuar ouvindo até meados de 2009) e Cascadura – Ele, o Super-Herói

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *