Notícias, Resenhas

RESENHA DE DISCO: THE BRAVERY – THE SUN AND THE MOON

Por Marcos Bragatto (Rock em Geral)

A responsabilidade do Bravery neste segundo disco, embora influenciado pelo pós punk inglês, é mostrar que há algo mais na cena do rock nova-iorquino do que Strokes ou embustes como o Rapture e o chamado electroclash. A banda se sai bem, fazendo rock de verdade sem deixar de ser dançante – como sempre deveria ser, aliás. “Every Word Is a Knife In My Ear”, por exemplo, é hit certo para as pistas, graças à uma seca marcação de bateria que se espalha pelo disco (cheque “Split Me Wide Open”), enquanto a boa produção ressalta tanto as guitarras como sutilezas feitas por teclados e programações. É, passaram no teste.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *