Editorial, Natal, Notícias

EDITORIAL PORTAL DOSOL: O DOSOLROCKBAR MUDA OU FECHA!

Muito bem. Hoje o assunto do nosso editorial é tinhoso e ao mesmo tempo importante para que pensemos no futuro. O Dosolrockbar deve ou não continuar aberto? Natal comporta uma ação como esta? Em algum lugar do Brasil uma ação como esta funciona? Tenho as minhas respostas e vou coloca-las aqui agora.

A proposta do Dosolrockbar foi sempre dar palco para a música autoral potiguar (e do Brasil) que por longos períodos ficou sem uma referência, sem um ponto de encontro. O bar serviu e viu nascer por conta da sua proposta, diversas bandas interessantes, viu também morrer algumas e sempre seguiu seu caminho. Agora é chegado o momento de repensar, de colher os frutos ou tirar o time de campo e tentar uma nova tática para continuar fazendo música (rock) na cidade.

Mudamos e nos reconhecemos desde o ano passado como um grande Ponto de Cultura, um local onde se respira música e que mostra para cidade a nova cara da produção musical brasileira. Onde e em que períodos se viu tantos shows e bandas dos mais variados estilos passando constantemente na cidade? O dosolrockbar é um do mais importantes difundidores dessa música não só em Natal como no Brasil.

Foca, o Dosolrockbar funciona? Sim senhor. Funciona plenamente, se sustenta com seus próprios recursos (bilheteria e bar) nunca fechou nenhum ano no vermelho e nunca mudou de proposta para conseguir mais pautas e vender mais ingressos. Sempre fizemos a mesma coisa nestes quatro anos e mantivemos inclusive os mesmos preços. Se o bar fechar não vai ser porque dá prejuízo ao Dosol. Se ele fechar vai ser porque não está mais servindo aos anseios da comunidade musical potiguar (público e bandas).

Por isso mudanças se tornam necessárias para que o espaço continue relevante como sempre foi. Não queremos mais ser um só um lugar para shows. Queremos ser um espaço para workshops, aulas, estudo, encontro, disussão e tudo mais que envolva música e suas ramificações. Fazer isso com recursos próprios me parece bem lógico que não vai ser possível então partimos para a esfera federal e municipal para deixar o espaço aberto. Estamos tentando virar um Ponto de Cultura do Minc e ao mesmo tempo entramos com um projeto na lei municipal para que possamos fazer essas ações: circulação de bandas e músicos, workshops, aulas, conferências e muito mais.

Com mais de mil shows no currículo vai ser difícil aparecer outro espaço como o dosolrockbar por aqui, pelo menos a curto prazo. Se tivermos que fechar o bar o faremos sabendo que cumprimos de maneira plena tudo o que propomos para o espaço neste quatro anos.

Prazos? Se nada de novo acontecer, se não conseguirmos captar recursos para as novas idéias (e repaginamento do local) a última data do dosolrockbar será dia 02 de novembro, exatamente no domingo do Festival Dosol deste ano.

Como ajudar? Se você tem uma empresa que paga ISS e está em Natal pode ajudar muito patrocinando (sem nenhum custo) as ações do espaço via lei. Muita sorte para todos nós nesta nova empreitada. Só quem não sabe o que está fazendo tem medo de mudanças. Nós não temos!

EMAIL DE CONTATO: assessoria@dosol.com.br 

13 Comments

  1. Pode não isso… Não tive a oportunidade ainda de conhecer o bar nem de tocar no palco do dosolrockbar. Feche não!! Desde que descobri o dosolrockbar eu ainda não tinha visto um canto com tanta variedade de bandas tocando. Lugares assim não podem acabar não! Tá aí… fiquei triste agora com essa possibilidade…

  2. E eu que tinha colocado no outro post que você “ainda” não pensava nisso. hehehe

    Novas possibilidades. Tomara q dê tudo certo. Será que o “buneco de olinda” vai ajudar?

    Rock

  3. Nos últimos anos tenho convivido com o fechamento dos locais que gosto de freqüentar. Apesar de ser um fato cada vez mais usual, recuso-me a acostumar-me com isso. Quero os picos mais legais sempre abertos. E isso inclui o dozol.

  4. Estamos trabalhando pra isso fialhito… vamos aguardar os acontecimentos. Se o bar fechar, as nossas ações, como o Festival e os nossos eventos, vão continuar sendo realizadas independente disso.

    Mas ainda temos até novembro pra viabilizar essa nova proposta! Vamos nessa!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *