Editorial

EDITORIAL DOSOL: ROCK É ROCK MESMO

elvis_09

Por Foca

Em 1985 acontecia o Live Aid, mega evento capitaneado por Bob Geldof e que gerou essa data emblemática do Dia Mundial do Rock que celebramos hoje. Aqui em Natal, desde o ano passado começamos a comemorar junto com o mundo, até para lembrar de onde viemos e para onde vamos. Escrevemos editoriais, produzimos shows e escrevemos também a nossa história levando a vida pontuada pelo ritmo mais empolgante que a música já deu ao planeta.

É difícil descrever a sensação de fazer um bom show e ouvir as guitarras altas e definidas num bom palco, assim como é difícil descrever a troca de energia que existe entre uma banda de rock em comunhão com seu público. Só quem já esteve passando por esse momento mágico um dia, sabe do que estou falando.

Só que para que isso aconteça é precisa muito trabalho, precisa abrir mão de muitas coisas e precisa ter muita paciência porque a bonança não cai do céu. Num filme do Rocky Balboa, o velinho que treinava o lutador eternizou a seguinte frase: No Pain, No Gain! E é bem por aí. Sem esforço não há recompensa, sem trabalho não há evolução e o pior, muita gente trabalha e se esforça e nem assim consegue ficar no rock por muito tempo e desistem no meio do caminho. Nesses meus quase 16 anos de trabalho com rock já vi muitas mutações. Roqueiros que viraram médicos, advogados, comerciantes, estudiosos e também o outro lado da moeda, daqueles que cederam as tentações da humanidade e se perderam no caminho da vida. Almas fracas que vagam por aí a procura de algo ou alguém. Espero que a chama do rock ainda esteja brilhando dentro dos seus corações.

O importante é que estamos todos aqui, mais uma vez comemorando mais um Dia Mundial do Rock e que celebraremos a data em Natal com grande show no próximo domingo, dia 19 de julho com dez bandas tocando, dois palcos e uma ação solidária que pretende reunir mais de uma tonelada de alimentos. Compareça, espalhem a idéia e não deixem a chama do rock se apagar. No fundo, no fundo, sabemos que essa luz que nos guia através da música não vai desaparecer nunca!

UM DIA MUNDIAL DO ROCK DE MUITOS RIFFS PARA VOCÊS!

3 Comments

  1. É uma honra publicar algo nesse site que faz alusão à Canção Continua a Mesma, e no Brasil virou Rock é Rock Mesmo, referencia ao clássico filme da banda inglesa Led Zeppelin. Vez que o nome original é The Song Remanis the Sama, já acima traduzido, resgate-se a frase em portugês que leva a outros horizontes. Eu, Rogerio Aguas, dirigi o curta intitulado Rock Solidário é Rock Mesmo, em exibição no Festival de Cinema de Brasília, ed. 2009, novembro, na Sala Martins Penna. A idéia de utilizar esse título é a velha máxima de que quem ganha o fazer solídário no mudo das artes é a galera do rock n roll, tendo em vista o Live Aid, SOS da Vida SP, Live 8 e outros imbatíveis em termos de mobilização e alcanse na mídia internacional. Resumindo, Rock é Rock Mesmo é muito mais amplo que a simples estranha tradução de A Canção Continua a Mesma. Jimmy Page que o diga, pois vive no Brasil e já sabe português.

  2. errata do texto Rock Solidário é Rock Mesmo.
    mundo das artes; ao invés de mudo; alcance, ao invés de alcanse; e vale lembrar que participam do curta o velho fundador do Capital Inicial, Loro Jones e seu antigo companheiro da mesma banda, Murilo Lima. O filho e a irmã de Renato Russo também fazem parte do roll nessa telinha.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *