RODRIGO LEVINO LANÇA LIVRO HOJE EM NATAL

Um dos principais colaboradores deste site, o escritor, crítico, pitaqueiro e redator potiguar Rodrigo Levino lança o livro “Dias Estranhos” hoje na livraria Siciliano no Midway ás 19h. Confira matéria completa sobre o assunto que saiu hoje no Diário de Natal:

A infância retirada da baú pelo saltitar entre ondas do mar. Um cotidiano vivido com poesia, pelo menos para um jardineiro que alheio ao caos urbano contempla uma flor, num canteiro da cidade, enquanto a confusão do trânsito o rodeia. Um relacionamento desfeito, mas ao contrário da Rita, de Chico Buarque, tudo na casa fica como estava. Mais do que um contador de histórias, a dinâmica do texto de Rodrigo Levino leva o leitor a se enfiar no meio das letras e fazer parte de seus relatos, ser um personagem de suas crônicas. Ele arranca uma empatia com as histórias cotidianas que escreve. Hoje, o jornalista escritor lança sua segunda obra, Dias Estranhos, a partir das 19h, na livraria Siciliano do Midway Mall. Continuar lendo

RESENHA DE FILME: INDIANA JONES – O Reino da Caveira de Cristal

INdiana

A figura do herói no cinema é um dos elementos que dão suporte a tese da “suspensão da descrença”, formatada pelo inglês Samuel Taylor Coleridge, em 1817. Àquela época, o preceito de que o espectador aceita como pagamento pelo entretenimento lances de mínima plausabilidade e pouco realismo, restringia-se ao teatro. O cinema alargou a tese.

Nós, espectadores, aceitamos os monstros, as catátrofes, os vilões e principalmente os heróis e seus feitos impressionantes, mesmo sabendo do distanciamento que há da realidade, pois é nosso papel dentro da projeção (cinema) ou dramatização (teatro). Uma condição implicitamente aceita. Por que o nariz de cera? Continuar lendo

COLUNA DO LEVINO: HOBBITS, SLASH E MAIS

- O Estado brasileiro, com raras exceções, é um imenso elefante branco e anacrônico. Por exemplo, o TSE que limitou para as próximas eleições a campanha via web apenas no site do candidato, não deve fazer a mínima idéia do que seja YouTube, Orkut, Myspace. Pois vejam vocês que o governo britânico sabe o que é Twitter. E melhor, usa-o. Primeiro mundo é outra coisa, né não?

- O Google e a Virgin iniciaram um projeto ambicioso. Digno de Arthur Clake. Trocando em miúdos, já abriram inscrições para a primeira colônia humana em Marte. Vai se chamar Virgle. O comercial já está rolando. Continuar lendo

COLUNA DO LEVINO: POLÍTICA, MÚSICA E A RECA

- “Por ignorância de como o mundo funciona, o TSE cometeu um erro muito, muito grave. Não é à toa que o eleitorado jovem está particularmente engajado na eleição que corre nos EUA. Os candidatos estão se comunicando com eles pelo meio de comunicação que adotaram. No Brasil, não é diferente. Seja na casa de um rapaz de classe média, seja num cybercafé da periferia paulistana, estão todos com 25 anos ou menos pendurados nos Messengers da vida. A partir desta canetada, a juventude foi cortada do diálogo eleitoral.” O Pedro Doria, na coluna de hoje do Estadão, diz exatamente o que penso sobre a decisão do TSE de limitar a campanha eleital na internet ao site do candidato. Qual o problema? O problema é a justiça gerida e comandada por capengas, gente anacrônica, legalista, presas na letra da lei, que não olham ao redor, estão presos nos palácios ou o mundo é claro demais para que se possa abrir o vidro do carro, escuro como breu, e tentar entender como isso aqui fora funciona. Por exemplo, não funciona sem internet, mas eles, os operadores da lei, não se tocaram disso ainda. Continuar lendo

COLUNA DO LEVINO: LINKS AOS MONTES

- Eu acho estarrecedor o atraso da politica brasileira. Principalmente a partidária, essa que em tese está mais presente no dia a dia das pessoas. Da nossa rotina. Vejam vocês que o TSE baixou uma resolução a respeito das próximas eleições municipais que veda a campanha eleitoral feita em outro meio virtual que não seja o site do próprio candidato. Ou seja: a vanguarda do atraso. Tomemos como exemplo a campanha americana, onde um outro embate entre Obama e Hillary é travado todos os dias na web, com vídeos, google bombs, YouTube, Orkut, Twitter e todos os mecanismos possíveis de divulgação de informação tanto dos candidatos como por parte dos eleitores. Isso tem tornado o processo além de mais instigante, transparente. Nada foge aos olhos do Big Brother. O que faz o Brasil? Prefere o atraso. Não tenho certeza, mas suspeito que a explicação resida no fato de a maioria dos ministros do TSE (e não apenas daquela casa) não terem idéia do que seja ou do papel que a internet pode representar num pleito democrático. Ora, a internet é uma dessas ferramentas de ajuste da democracia. Continuar lendo

DICA DE FILME: THE SAVAGES

The Savages é um daqueles filmes que deveriam vir com a seguinte indicação: Comedy (but not exactly). Ou algo que resumisse “riso nervoso”, soaria melhor do que comédia dramática. Afinal de contas, ao longo da história dirigida por Tamara Jenkins, de O Outro Lado de Beverly Hills, vamos nos afeiçoando aos personagens que são caricatos e, é verdade, um amontoado de clichês como os cacoetes de humanistas mal sucedidos mas de alguma maneira felizes com a insistência na vida que levam, o que de alguma maneira nos faz rir da inabilidade deles em lidar com coisas aparentemente pequenas como as relações familiares rotineiras. Continuar lendo

COLUNA NO LEVINO: DIPLO, CSS, IRON MAIDEN E MAIS

- Não é que o CD vá morrer, fazer elocubrações sobre isso tornou-se uma coisa chata, nem sei como alguém consegue escrever uma lauda inteira falando sobre a morte do compact disc caso essa pessoa não trabalhe na indústria de tecnologia e esteja fazendo uma análise de mercado. O principal é: os rumos são outros. Vejam vocês que o Iron Maiden que na minha cabeça uma das coisas mais tradicionalistas na música, seja pela própria música que faz, como pela arte dos seus discos (oh, em vinil era mais gostoso!) decidiu lançar um disco só com sucessos dos anos 80 (fora dessa década houve mais algum?). A diferença é que vai fazê-lo disponibilizando primeiro para download gratuito. A lógica (e correta, eu acho) é que leigos no mundo da dama de ferro irão baixar, gostar e depois comprar o disco. Mas primeiro tem que fazer o download. Então vamos parar de falar do que pode estar morrendo, e começar a falar do que é irreversível: a vida digital da música pop. Continuar lendo

COLUNA DO LEVINO: NOVO DO RACONTEURS

O rearranjo pelo qual a música pop vem passando, com as novas ferramentas de divulgação e acesso como a pirataria, o download gratuito e o compartilhamento entre usuários, redefine também a relação entre público e música. Sem um “atravessador”, no caso as gravadoras, o cardápio é farto, variado; sem as lojas e com os discos “vazando” antes mesmo de chegarem às prateleiras, as informações são tantas que caso caiamos no hype não vamos degustar um disco, ouvi-lo com calma, prestar atenção em cada detalhe faixa a faixa, auscutar, afinal de contas daqui a meia hora tem um disco novo para ser baixado. Continuar lendo

COLUNA DO LEVINO: KURT COBAIN, HOLOCAUSTO E MAIS

- “Estar perante vocês é uma grande honra. O Holocausto enche a nós, alemães, de vergonha. Me curvo perante as vítimas. Me curvo perante os sobreviventes e todos aqueles que os ajudaram a sobreviver.” Palavras fortes sobre coisas fortes. Angela Merkel discursando (pela primeira vez um chefe de estado alemão discursa no parlamento israelense) e rendendo loas a Israel.

- A The Atlantic é uma das revistas mais conceituadas e cabeçudas do mundo. Coisa fina, de intelectuais. O problema é que essa semana ela chegou às bancas com Britney Spears na capa. Opa! Quem foi que disse êpa? Pois é, houve quem achasse que ela havia se rendido ao hype da fofocagem. Mas não é. Tem uma puta matéria que o Doria indicou sobre o circo que se armou ao redor da cantora, e o detalhe: dominado por brasileiros. Continuar lendo

COLUNA DO LEVINO: CHINA, RADIOHEAD E ZUMBIS!

- Primeiro foi um bolão que tem como prêmio um iPod, para quem acertar a data de morte de Amy Winehouse. Para revidar, fãs decidiram tentar sesibilizar a cantora da seguinte maneira: não consumindo as músicas dela até que ela tome consciência que precisa sim, de uma rehab. Quando eu achava que a coisa estava bizarra demais, eis que surge Keith Richards dando conselhos a ela. Isso, Richards, aquele senhor guitarrista dos Rolling Stones que deve ter trocado de sangue umas cinco vezes de tanta droga que usou. Continuar lendo

COLUNA DO LEVINO: IRAQUE, OBAMA E BOB MARLEY!

- Não tem jeito. Quando se disputa poder (e qualquer disputa, em tese, é por isso) a ponto de tornar-se extenuante e cansativo, como o embate Obama x Hillary, a primeira coisa que sai pela porta dos fundos é a civilidade. Os golpes estão cada vez mais baixos.

- Eu havia comentado isso antes. Não é incrível que um fato comece a amainar na mídia e nos vem a impresão que tal assunto está resolvido? Vejam a Guerra do Iraque, por exemplo. A Cruz Vermelha tem uma série de relatórios que adjetivam como “desesperadora” a situação no país. Algumas famílias chegam a gastar um terço da renda mensal só para comprar água límpa. Um horrorm horror. Todos os documentos estão disponíveis para download. Já para quem gosta de números… Continuar lendo

DICA DE FILME: A ERA DA INOCÊNCIA

A Era da Inocência, o mais recente filme do diretor canadense Denys Arcand, pode não funcionar para aqueles que têm como referência de sua obra As Invasões Bárbaras. Um filme, aliás, que não virou pop, mas foi aonde Arcand mai se aproximou do equilíbrio entre a reflexão do cinema de arte e o entretenimento (mais pela gancho dramático da história) do grande circuito. Continuar lendo

COLUNA DO LEVINO: DOWNLOADS, INDÚSTRIA FONOGRÁFICA E MAIS

- É realmente preocupante ouvir um Senador da República, Arthur Virgílio (PSDB-AM), um dos líderes da oposição, dizer que se uma matéria de interesse do governo não for aprovada “dane-se”. Eis a explicação simplória, crua, nua, sem arroubo nenhum de ciência política para o governo Lula, sua aprovação astronômica, a incapacidade para o diálogo que se firmou entre a imprensa política e a sociedade, a anulação completa da boa oratória e a “ritualística” dos cargos públicos, o solene desconhecimento do povo em relação a oposição. Não há oposição que propõe o oposto, há o fel esverdeado da bílis, a falta de planejamento, a irmandade siamesa com a oposição raivosa que o próprio PT exerceu um dia. Em resumo: a oposição está muito, mas muito em maus lençóis. Em outro resumo: a política brasileira idem. Continuar lendo

COLUNA DO LEVINO: NATAL E OS CINEMAS

- Cinco dias em Natal. Volto a São Paulo na quarta-feira. Calor infernal. As primeiras impressões é que a cidade está piorando, na estrutura, no trânsito, crescendo demais em pouco, pouquíssimo tempo. Num trecho equivalente à distância entre o Conjunto Nacional e o Trianon, na Avenida Paulista (no caso, em Natal, Da Arituba Turismo ao Midway Mall) é possível gastar 20 minutos preso no trânsito. Faz cinco anos que esse percurso podia ser feito em pouco mais de quatro minutos. É o caos se apoderando de tudo, e sob os ouvidos de mercador das autoridades públicas. Oh, shit! Continuar lendo

COLUNA DO LEVINO: URIBE, BOB DYLAN E MAIS

- Eu falei alguns posts atrás sobre o problema que a Colômbia enfrenta (ou pelo menos precisa enfrentar) com os grupos paramilitares de direita. O conflito divide o país ao meio e requer uma habilidade que até agora, Álvaro Uribe concentrado em atacar as Farc, não conseguiu mostrar que tem. E tem mais. Como se não bastasse o problema interno, a recente confusão com o Equador, tem trêta com a Nicarágua. Continuar lendo

COLUNA DO LENINO: OBAMA, PIPODÉLICA, TOM ZÉ E MAIS

- Acompanhando esse quiprocó Colômbia-Equador-Venezuela me deparei com umas opiniões estranhas, principalmente de teóricos da esquerda. Trazem à tona a mão americana de apoio à ação colombiana em território equatoriano, mas desconhecem solenemente o fato de que o governo de Rafael Correa está sendo acusado de manter relações com as Farc. Ou seja: é grave invadir o vizinho, mas não é grave manter relações com quem quer destruir o vizinho. Acusam também o governo colombiano de ser belicista e não ter escolhido o melhor caminho, a diplomacia, para negociar com as Farc, alegando que os recentes ataques vão dificultar a soltura de mais reféns que a narco-guerrilha mantém. Então atacar a guerrilha não pode, mas manter refém pode? Não há como levar a sério nenhum dos argumentos, vêm sempre escondido atrás de uma condicionante, de um porém. Por que quem defende as Farc não declara abertamente a opinião sobre as condições subumanas como as reféns são mantidos, da maneira como faz sobre o passado de Uribe? Continuar lendo

COLUNA DO LEVINO: NIN, CSS LCD E MUITO MAIS

- Trent Reznor, o homem por trás do glorioso Nine Inch Nails, brigou com a gravadora (mais um!) e resolveu chutar o pau da barraca. Como? Um disco quádruplo (isso mesmo) instrumental lançado todinho via web, quase de graça, pra download, em vários formatos. Se chama Ghosts o disco. Ao contrário do Radiohead, que perguntou quanto você queria pagar por In Rainbows, Reznor pede cinco dólares pela obra completa. Mas as primeiras nove músicas podem ser baixadas na íntegra e de grátis. Sério, isso está ficando cada vez mais sério. E eu acho o máximo =) Continuar lendo

COLUNA DO LEVINO: LOST, JOÃO DONATO E MAIS

Sabadão de preguiça e feijoada. Papo bom até a boquinha da noite com o Joca, o Galera e o Bressane. De Comarc McCarthy a Bonde do Rolê passando por Lia de Itamaracá e queijo de manteiga derretido com açúcar. Bah, antes que bata uma puta azia, aí vai umas coisas bacanas que catei:

- A série Bourne não faz exatamente o gênero que mais me agrada no cinema, apesar do meu gosto elástico, mas enfim, não pode ser desconhecida. Vide os três Oscar que venceu este ano, para ficar num referencial mais pop e sem muita afetação. A novidade é que vai ser produzido mais um filme da série. Aproveito e vejo todos de uma vez até lá. Continuar lendo

COLUNA DO LEVINO: NE INDIE, FOO FIGHTERS E MAIS

- Um livro do Junichiro Tanizaki, o maior e melhor romancista da literatura japonesa moderna, eu guardo com especial afeição. É Há Quem Prefira Urtigas, editado no Brasil pela Companhia das Letras. Muito pelos relatos detalhados dos teatros de bonecos japoneses, do ritual que existia (acredito que com mais riquefifes antigamente) no ato de assistir as peças, e como aquilo resumia muita coisa da cultura japonesa, já que incluía preceitos morais, música, tradições orais e religiosas. Um primor. Agora vou poder assistir um desses espetáculos pessoalmente, o Yukiza, um das principais modalidades dessa arte dramática, que fará apresentação em São Paulo. Continuar lendo

COLUNA DO RODRIGO LEVINO: CSS, MALLU E MAIS

Foi mal aê não atualizar direito esses dias. Ando bem ocupado (com coisas boas =P), enfim, qualquer hora volto com cositas nuevas. Por enquanto, sacaí:

- Bacana: o Pedro Doria linkou o Adeus Columbus no site dele, falando sobre a Mallu Magalhães. Aliás, a Mallu vai estar na Rolling Stone do mês que vem (a que terá os Cavalera na capa). Já caiu na rede um vídeo dela cantando Anyone Else But You, tema de Juno, duranta a entrevista. Cool. Hype it!

- Por falar em Mallu, o Zé Flávio Jr. contou na comuna da Bizz no Orkut que o produtores/empresários da Mallu já se reuniram com quatro empresários de grandes gravadoras no Brasil. Mas o que dizem é que a menina vai ficar com a DeckDisc. Hum… =/ Continuar lendo