Matérias Especiais

ROCK POTIGUAR: BANDAS VIAJAM NO CARNAVAL – MATÉRIA TRIBUNA DO NORTE

rosa-dosol

Pras bandas de lá

http://tribunadonorte.com.br/noticia.php?id=101377

Existem festivais de música na época do carnaval que são o sonho de diversos artistas brasileiros como é o caso do tradicional Rec-Beat no Recife, o Palco do Rock em Salvador e os pólos multiculturais do carnaval de Pernambuco. No Rec-Beat as atrações são variadas e revelam artistas como aconteceu com o “Cordel do Fogo Encantado”, “Eddie”, “Mundo Livre”, entre tantos e traz de volta aos palcos, figuras esquecidas como aconteceu durante a apresentação explosiva da cantora Maria Alcina em 2004. Esses festivais são como pontes diretas de um artista lançado a diferentes olhares de outras partes do mundo.

Esse ano, a Camarones Orquestra Guitarrística já está de malas prontas para apresentação do Rec-Beat amanhã, sábado de carnaval. Para a baixista do grupo Ana Morena, a seleção para o festival foi uma surpresa para todos que já cultivavam o sonho de participar. “O Rec-Beat é uma referência para os músicos. Lá estão artistas importantes de diferentes partes do mundo. O mais arrepiante de lá é essa diversidade. Prova disso é que estaremos tocando na mesma noite do dj Africa Bambaataa dos Estados Unidos e de Dj Dolores de Pernambuco”, contou Ana.

Com 40 minutos de apresentação, eles estarão levando 10 canções autorais e duas versões, sendo uma a reunião de trilhas de diversos filmes. “Quando fizemos os shows pelo interior amadurecemos bastante nosso repertório. Esse tempo foi importante para lapidarmos as nossas canções”, disse.

Além do Rec-Beat, o Camarones estará tocando em Campina Grande no Encontro da Nova Consciência no domingo e encerra essa série de shows com duas apresentações em Natal: a primeira na 3ª Chamada Carnavalesca do Rock e a segunda no Centro Cultural Dosol. O encontro da nova consciência assim como o Rec—Bet tem seus 14 anos. Na nossa noite terá Mombojó e nos outros dias B.Negão e o grupo Cabruêra.

Mais próximo do sertão, na Zona da Mata, o grupo Rosa de Pedra fará apresentação em Pau Dálio na mesma noite que Lenine, no próximo domingo. Para a violinista do grupo Tiquinha Rodrigues essa foi uma das gratas surpresas este ano. “Enviamos material para o carnaval de Pernambuco e sempre foi nosso sonho tocar por lá e fomos selecionadas”, contou.

Elas estarão levando o repertório do disco lançado em 2008 homônimo da banda. Na bagagem, muitos tambores, congas, violino, junto às canções “Brancas Flores”, “Ludo”, “Bola de Chiclete”, entre outras autorais. “Lutamos muito para tocar aqui no carnaval de Natal, mas não fomos selecionadas para nenhum pólo. Ainda bem que tivemos esse convite”, disse a vocalista e compositora Ângela Castro um pouco decepcionada.

AK-47 em Salvador

Outro grupo que cairá na estrada rumo a Salvador é o AK-47. Eles estarão amanhã no Palco do Rock no mesmo dia que Underschool Element (Suiça), que esteve recentemente em Natal. Para o palco eles estarão levando o repertório do EP recentemente lançado pelo selo RP Discos, produzido por Rodrigo Cruz. “É muito importante ser selecionado para um festival nesse porte. Nós que somos um grupo autoral preocupado com as questões sociais do mundo, é uma barreira vencida”, disse o guitarrista Rafael Marques.

Durante o show, eles estarão mostrando canções como “Verme”, “infecção”, “Holocausto”, entre outras. “Nossas letras falam muito sobre o sistema falho do mundo. Nós acreditamos que temos uma função de levar uma reflexão para quem nos ouve”, comentou o baixista Bruno Melo. Suas canções fazem referência a “Alice no País das Maravilhas”e brinca com a idéia da rainha decapitada. “Estamos num sistema que a rainha decapitará todo mundo e termina tendo a própria cabeça como custo”, completou Bruno. A banda Ak 47 é composta, atualmente, por Juão (vocais), Gil Eduardo (guitarra), Rato (guitarra) Renno Mello (contra-baixo) e Julio BBS (bateria).

Mesmo com pouco tempo de formação (dois anos), o grupo já tocou com grandes nomes do rock nacional, como Luxuria (SP), Maldita (RJ), Mukeka Di Rato (ES), Torture Squad (SP), Kohbaia (CE) e participou de festivais importantes, como Festival DoSol.

As Rosas não calam

Depois de serem destaque na revista Rolling Stones durante o festival MADA e lançar o disco homônimo, o grupo Rosa de Pedra se sente triste por não estar na programação do carnaval de Natal. “Enviamos material para a Prefeitura e a resposta que tivemos é que infelizmente a verba foi cortada. A única coisa que eu gostaria de saber, quais foram os critérios para esse corte. Aqui na cidade está ficando cada vez mais difícil conseguir espaço. E vale salientar que os cachês são baixos, muito aquém do que necessita um grupo grande como o nosso”, desabafou Tiquinha Rodrigues.

Eles que estão selecionados no projeto do Sesi e irão passar uma temporada de shows em São Paulo, sentem necessidade de explicação de tantos cortes do grupo nos eventos públicos da cidade. “É realmente um momento estranho esse que estamos vivendo culturalmente na cidade. Como somos selecionados para tocar em Pernambuco, num dos maiores carnavais do Brasil e aqui na nossa cidade não temos nem um cantinho de palco”, reflete a compositora e vocalista Ângela Castro.

Saiba mais

Confira os myspaces dos grupos

http://www.myspace.com/camaronesorquestraguitarristica
www.myspace.com/rosadepedra
http://www.myspace.com/ak47rn
Rec-beat: www.myspace.com/recbeat

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *