DIÁRIO DE BORDO – THE SINKS: Fortaleza, Baraúna, Mossoró e Areia Branca

DIÁRIO DE BORDO – THE SINKS
Fortaleza, Baraúna, Mossoró e Areia Branca

Chegou a fim a Tour Together, série de shows que fizemos com os amigos do Kung Fu Johnny e que ao todo cumpriu 11 datas pelo Nordeste.

Nessa última semana foram quatro shows em três dias. Começamos na sexta, saindo bem cedo de Natal (antes das seis da manhã) rumo a Fortaleza. Viagem tranquila, chegamos por volta das 14h, nos hospedamos e foi só esperar a hora do show. Bela noite de rock. Duas excelentes bandas cearenses no começo da programação: o Swan Vespas e o Coccaine Cobras. Vale a pena ve-los por aí. Depois o Sinks e o Kung Fu subiram para cumprir a cena da tour, sets rápidos e com coesos. Detalhe: chuva torrencial a noite inteira (praticamente durante os três dias de tour). Mesmo assim 100 pessoas apareceram no bom Mocó Estúdio.

Sábado era dia de rodada dupla. Ficamos sabendo de uma chuva muito forte que tinha caído em Mossoró na noite anterior com risco de não haver show no Dosol Mossoró. Pra completar o pelotão das notícias não muito boas nosso companheiro de tour Fausto, baixista do Kung Fu, acordou passando muito mal, só se recuperou depois da hora do almoço (muita bebida e tour desgastante nunca caem muito bem). Valeu Fausto você é um paciente dedicado, ehehehe.

Partimos para Baraúna onde tocamos num excelente local, com sonorização pedrada e ótimos produtores. Essa rota Oeste que junta Baraúna, Mossoró e Areia Branca e uma construção da crew Dosol Mossoró e vem se expandindo rápido. O Mad Grinder tocou com a gente e os Damage Division de Natal também para umas 150 pessoas. Ótimo público, ótima noite. Valeu mans!

Chegamos no Dosol Mossoró e de novo o mundo desabou numa chuva torrencial, inviável de se fazer qualquer coisa. Apareceram cinco pessoas no show, mesmo debaixo de um dilúvio e a gente mandou bala na mesma vibe. Terminou sendo bem divertido.

Amanheceu com céu azul e o plano era o melhor possível. Peixe frito na beira da praia em Areia Branca e show de rock na sequência. Levamos o som do Dosol Mossoró, montamos tudo naquele esquema guerrilha e partimos pro rock com umas 60 pessoas conferindo e um ótimo show do Velociraptors nesse dia. Fim de tour e começo de uma afinidade muito grande entre os Sinks e o Kung Fu Johnny, deveremos repetir a dose. Nota 10.

4 ideias sobre “DIÁRIO DE BORDO – THE SINKS: Fortaleza, Baraúna, Mossoró e Areia Branca

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>