Festivais e Shows

COMO FOI? GRITO ROCK NATAL POR O INIMIGO

O Grito Rock é um evento integrado que acontece em mais de 70 cidades brasileiras e ainda em Buenos Aires (Argentina), Córdoba (Argentina), Montevidéo (Uruguai) e Santa Cruz de La Sierra (Bolívia). Ou seja, é um festival integrado na América do Sul. A maior novidade esse ano é que muitas bandas foram escolhidas por inscrição através do Toque no Brasil, que é uma realização da ABRAFIN (Associação Brasileira de Festivais Independentes), BM&A (Brasil Música & Artes), Circuito Fora do Eixo e Casas Associadas. As atrações espalhadas pelas cidades ficavam misturadas entre locais e bandas em circulação. Em Natal o evento ocorreu no Centro Cultural DoSol Rock Bar, contou com 10 bandas e foi realizado pelo Coletivo Noize.

A curiosidade girava em torno das bandas de fora e de ver como as locais estão evoluindo. O resultado foram 10 bons shows que iam desde o pop da paraibana Nublado até o experimentalismo da local Calistoga. Entre as locais é exatamente ela que se destaca mais por apontar para um som que fica difícil qualificar. Já foram hardcore, hoje chamam de post-rock. É na verdade o rock inquieto de sempre deles com o acréscimo dos teclados e sintetizador que Dante empunha quando não está cantando melodiosamente ou gritando. O Distro também vem melhorando. Estão bem entrosados, ganharam mais pegada com a entrada de Dado na bateria, mas continuam com o problema das paradas entre as músicas que quebra o ritmo.

LEIA MAIS AQUI

3 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *