Coberturas

COMO FOI? CALISTOGA TOUR SEGUNDO DIA

GUSTAVO CALISTOGA

Calistoga Tour 2010
Lançamento do clipe Feels so Real
Sábado 03/04 – “espaço impróprio, realização de um sonho”

Acordamos no sábado cedo para fazer a programação padrão de um roqueiro em São Paulo, visitar a galeria do rock e lojas de vinil pelo centro. Chegamos na galera passamos na loja 255 para trocar uma idéia com o Ailton e com o fausto, pegar os cartões que a gente tinha pedido para fazer por la e ainda aproveitar para comprar umas camisetas, depois passamos na vegan pride, pegar um muppy para não perder o costume, depois ficamos sacando as lojas e conversando um tempo por la, depois passamos no Rei do Mate para esperar o Bispo guerreiro com um chuva dos infernos!!! Tivemos que passar muito tempo por la esperando a chuva melhorar, e isso demorou tanto que fomos obrigados a ir na chuva mesmo rsrsrs

Depois do rolé, a gente foi pra casa tomar banho e ir para o Espaço Impróprio, dividimos a galera em dois taxis e fomos direto pro pico, assim que chegamos la surgiu à pergunta “cadê a mochila dos cds?” acho que foi o momento mais tenso de toda a viagem. Todos os cds da banda mais câmera fotográfica e outros objetos tinham ficado no taxi, logo no inicio da tour, da pra acreditar? Pois é sem muito o que fazer ficamos no local onde o taxista tinha deixado a gente e ficamos na esperança de que alguns taxista soubesse quem era o tal taxista ou se o cara percebesse, fosse honesto e voltasse por la para devolver a mochila, depois de uns 35 minutos ele apareceu, com a mochila. Mas cobrou 10 reais para poder devolvê-la. Pagamos com um sorriso de orelha a orelha e partimos rumo ao pico. O Espaço Impróprio é um lugar que a gente se identifica, pela proposta do espaço alem da estrutura que é muito boa. A gente sempre quis tocar por la e nunca escondemos isso de ninguém e poder ter passado por la foi uma coisa que deixou a gente muito feliz ainda mais vendo bandas boas tocando junto com agente e galera de bandas que a gente acha foda no publico vendo a gente tocar, do caralho!

Quem deu inicio ao show foi o Tri Lambda, e que show viu?? O show deles foi muito diferente do ultimo que vimos deles no ano passado no Outs, tocaram musicas do seu novo cd e mostraram um entrosamento foda no palco, os trimbres estavam massa. Foi muito bom! Depois foi a nossa vez de subir no palco que pra gente era muito pequeno, mais depois de muito tira, muda e recoloca coube todo mundo no palco(infelizmente não temos fotos desse show). Passamos o som rapidinho e começamos o nosso set de musicas, o som tava muito bom e sentimos um retorno legal do publico o que nos deixou muito felizes, tiramos um cover do Fugazi com participação do Wash nos vocais, foi foda pra caralho, todo mundo dançando no ritmo contagiante de uma das bandas mais fodas que já ouvimos, Fugazi. Ficamos bem satisfeitos com o show e não rolou nenhum problema. Depois rolou o Color TV, show teve alguns problemas começando que a banda estava desfalcada, o baixista saiu da banda e tocaram sem baixo mesmo, e ainda tava rolando alguns problemas com a guitarra, o clima ficou meio tenso mas depois de algum tempo finalmente o Color TV conseguiu começar o seu show, também musicas novas que vão estar em seu próximo trabalho, deu pra sentir que as composições estão muito bem trabalhadas e despertou uma curiosidade sobre como vão ficar as musicas prontas no cd, pois no show os problemas nos impediu de avaliar melhor. De toda forma foi muito bom poder dividir o palco com eles, pois escutamos a banda há muito tempo e sempre tivemos vontade de fazer algo juntos.

Depois ficamos conversando um pouco la no impróprio mesmo antes de voltar para casa, depois no outro dia tínhamos que acordar cedo por que a gente tinha que chegar cedo na rodoviária para ir pra Serrana/SP queríamos aproveitar o maximo por isso decidimos voltar cedo para casa e ficar curtindo por la mesmo, passamos no supermercado onde compramos cervejas e comida e ficamos la conversando e vendo o dvd da banda tóe, banda japonesa de post-rock instrumental muito foda, uma das melhores no gênero alem do baterista que da um show a parte, vale a pena conferir, depois não diga que a gente não avisou eim?? Nessa brincadeira ficamos mais uma vez até de manha conversando e bebendo, a gente só não sabia se ia conseguir acordar cedo no outro dia, mas às vezes parece que estamos ligados com aquelas pilhas duracel, que não consegui parar nunca. hehehehe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *