DoSol Net Label, Principal

CAZASUJA NARRA O SEU DIA DE PRETO

Otto, nome por trás do rapper Cazasuja é menino doce de fala mansa. Mas pra gritar seus direitos e botar pra fora sua juventude ele sabe ser brabo. E como sabe. 24 anos na cara, preto, vindo da Zona Oeste de Natal, bairro de Nazaré, Cazasuja parte pro seu álbum de afirmação na cena potiguar. “Demorei para te responder, estava sem internet esses dias”, diz num dos nossos papos, é só uma das senhas pra gente descobrir o tamanho da dificuldade que é produzir algo para um artista periférico. Uma aula de cidadania? Sim. Um chute na cara da realidade? Com certeza. É foi assim que Dia de Preto foi se costurando por quase um ano até chegar nas plataformas digitais e youtube.

Otto já experimentou a raiva no rock, já transformou indignação em movimento social e ativismo radical atuando na linha de frente de ações diretas contra o sistema. Ficar olhando de fora não é a dele e isso fica bem claro quando começa a tocar DIA DE PRETO. Fogo na venta, agressivo, hardcore, língua solta, pode colecionar adjetivos porque sobra para todo mundo. E acho justo demais que a juventude tenha esse tipo de voz. No decorrer do álbum chama as minas pro jogo e vai refinando o discurso com as parcerias de AuraAvibe de Rasec. Sabe ser fino também. Embalado por bambas da cidade como Gabriel Souto e Walter Nazário que ajudaram a produzir e formatar o conceito, ainda sobra espaço para gente da nova geração mostrar seu valor, como os beatmakers Kali e VZL Swami. Junto com sua Gore Gang, coletivo de artistas das mais diferentes áreas da cultura, vão quebrando no murro as correntes em volta da juventude periférica de Natal.

Cazasuja mostra que o rap e o trap são o que são, a voz jovem mais ativa que há. E cada jovem usa seu espaço de acordo com suas necessidades. O DIA DE PRETO CHEGOU PARA FICAR.

Por Anderson Foca

Cazasuja – Dia de Preto (2020)
Lançamento Dosol
Produzido e mixado por Gabriel Souto
Beatmakers convidados: Walter Nazário, Kali e VZL Swami
Participação especial: Auta e Rasec

Foto: Rafael Passos

OUÇA O ÁLBUM NO YOUTUBE

OUÇA NO SPOTIFY

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *