FESTIVAL DOSOL 2012: ZEFIRINA BOMBA (PB) CONFIRMADO

Festival Dosol 2012 já está na rua com data marcada para os dias 06 a 11 de novembro em Natal e Mossoró com o patrocínio da Petrobras e apoio do Conexão Vivo. Hoje anunciamos o trio paraibano Zefirina Bomba na programação!

Esporra sonoro e entrega punk rock. Se tivermos que fazer uma rápido resumo desse furacão paraibano é por aí. Fato é que o Zefirina Bomba é uma das formações roqueiras mais legais do Nordeste e agora voltam a ter João Pessoa como morada. Aumenta o som!

Veja outros confirmados:
Test (SP)
Truckfighters (Suécia)
Red Boots (RN)
Expose Your Hate (RN)
Son Of a Witch (RN)
Macaco Bong (MT)
Leptospirose (SP)
Questions (SP)
Kung Fu Johnny (RN)

FESTIVAL DOSOL 2012: TRUCKFIGHTERS (SUÉCIA) CONFIRMADO

Festival Dosol 2012 já está na rua com data marcada para os dias 06 a 11 de novembro em Natal e Mossoró com o patrocínio da Petrobras e apoio do Conexão Vivo e BNB. Seguindo a divulgação de atrações da atividade deste ano, anunciamos hoje um nome internacional que estará em Natal em novembro. A banda é o Truckfighters (Suécia), um dos maiores expoentes do stoner na Europa que vem à sulamérica em mega tour organizada pelo Dosol.

Se você gosta de fuzz, riffs insanos e uma banda de ROCK  com “R” maiúsculo já vá preparando a goela e as canelas. Não estamos para brincadeira!

MYSPACE TRUCKFIGHTERS




Veja também: Test (SP)

FULL TIME ROCKERS (CE) LANÇA DISCO AO VIVO E INÉDITO

Fonte: Press Release

Full time rockers apresenta nova formação em disco ao vivo e inédito.

Banda de hard rock cearense deslancha toda a força do estilo em 6 músicas ao vivo que percorrem o curto, porém proveitoso , caminho percorrido desde o disco “The Full Time Rockers Club”, de 2009, e apresenta 4 petardos inéditos com a nova formação.

A banda Full Time Rockers (ex-Joseph K?) é um dos grupos mais pró-ativos da cena rocker local. São 5 lançamentos (ainda com o nome antigo), várias cidades visitadas no Brasil, diversos festivais importantes , e ainda conta com 2 tours gringas na bagagem, apresentando o show “Rockers on the road tour” nos Estados Unidos nos anos de 2009 e 2010. Desde sua estréia, no longíquo ano de 2004, a F.T.R já experimentou diversas formações, porém, a que mais se consolidou foi mesmo o “powertrio” : bateria, baixo e guitarra. Em três, a banda circulou por diversas cidades brasileiras e lançou vários trabalhos pelo Brasil, desde discos, vídeos e claro, vários shows.

Com as tours pelos E.U.A veio o interesse em mudar de nome, abandonando o Joseph K? pelo título de FULL TIME ROCKERS (referência ao disco mais produtivo de sua carreira).

Agora, em 2011, a F.T.R demonstra mais uma vez a sua força produtiva e lança o disco “Full Time Rockers: 24.7” pelo selo cearense PANELA DISCOS. São 10 faixas que mesclam sessões ao vivo no Panela Estúdio e 4 músicas ao vivo.

Com o disco, também se apresenta a nova formação da banda, agora contando com 4 integrantes. Talles Lucena (compositor, voz e guitarra) e Rildney “Bixim” Cavalcante (bateria) são os remanescentes da época “powertrio”. Filipe “Bocão” Sales (baixo) e Rafael “Balboa” Vasconcelos (guitarra solo) são os mais novos integrantes do grupo cuja tour de promoção do novo álbum já está percorrendo os bares por aí afora. Continuar lendo

VIOLATOR (DF) LANÇA CLIP PRODUZIDO PELO POTIGUAR NICOLAS GOMES

RELATOS DA PRODUÇÃO POR NICOLAS GOMES

Em 2009 fotografei um show do Violator sem compromisso, ainda nem conhecia os caras. Eles começaram a divulgar essa fotos em cartazes de shows pela america latina e daí começamos a trocar ideia e nos encontrar nos eventos do coletivo (Caga-Sangue). A ideia de fazer um clipe foi amadurecendo durante um longo tempo, e acredito que agora foi um ótimo momento, tanto pessoal quanto para o Violator também. Em novembro de 2010 nos encontramos para discutir as ideias, em dezembro pegamos 2 dias e filmamos tudo e ainda fizemos uma sessão de fotos por varios lugares do ‘plano’.

A ideia do Video é a mais simples possível, direto e bem rápido. Entender o metal thrash feito pela banda e conheçer a energia que a banda tem ao vivo facilitou para passar tudo isso em pouco mais de 4min. Montamos a banda em um estúdio em Taguatinga, cidade satélite de Brasília, o ED é amigo da banda e entrou no esquema cedendo uma noite para gravarmos esse Video. Colamos uns 200 cartazes de shows thrash, hardcore e crossover como slayer/hirax/black flag/D.R.I. e varios outros ícones. Montei dois refletores simples enquanto a banda colava os cartazes e gravamos umas 2 horas de takes. A banda nunca tinha feito playback para nada na vida, mas depois de alguns takes aquecendo a música começa a rolar mais fácil, como é ao vivo. Desde o inicio queriamos focar a banda em si, um debut video clássico sem muita história ou mega produção. A música fala sobre o caos urbadn e toda essa consequência do crescimento desgovernado, poluição e pobreza que sucede tudo isso.

Me encontrei com o poney em um final de expediente na rodoviária do plano piloto, onde dá pra entender facil do que a música fala. Tentei pegar takes que mostrassem bem esse cotidiano dificil em cidades superlotadas mas que fugissem de clichês ja filmados em outros videos, ou imagens que vemos todos os dias nos jornais. Carros, onibus, pessoas descendo e subindo tudo isso sobreposto e acelerado. Tem muita coisa subiminar passando por ali, editar isso foi divertido.

Além das imagens da banda tocando e da rodoviária eu sugeri fazer umas imagens da banda durante a sessão de fotos, a principio a banda estava em dúvida se essas imagens iriam ficar legais para entrar no video, mas no final todos curtiram muito!

O que me deixou mais feliz na produção desse video foi o clima de confiança e amizade que rolou até o final. No dia que nos reunimos para eu mostrar o video fiquei bastante nervoso sem saber como seria a reação da galera, mas a sintonia foi tão foda que não foi preciso praticamente nenhuma correção ou mudança na edição. Quem trampa com publicidade sabe como é dificil o trabalho ser aprovado de primeira. Depois dessa reunião, escolhemos o dia da inauguração e eu voltei pra casa pra cortar o um trecho do video para fazer o Teaser.

Esse video é uma prova que as coisas podem ser feitas de uma forma profissional, mas não que isso seja sinônimo de grandes produtoras, operadas por dinossauros. Ideias claras na cabeça, muita brodagem e disposição são suficientes para produzir um video com qualidade. Me sinto fazendo parte da historia recente do Violator, inevitável essa parceria continuar e produzir novas coisas.

Estou bem feliz com tudo o resultado, começando pela fotos e claro o video clipe. Acredito que esse ano vou continuar produzindo bastante coisas em video e fotografia.

CAMARONES ORQUESTRA GUITARRÍSTICA GANHA O PETROBRAS CULTURAL

cama 01
Foto: Camarones em Brasília/DF por Nicolas Gomes

Com uma tour de quase oitenta datas chegando ao fim, o grupo potiguar Camarones Orquestra Guitarrística tem muito o que comemorar, o grupo acaba e ser contemplado no Petrobras Cultural, o maior edital de cultura do país. O anúncio foi feito hoje em solenidade organizada pela empresa em São Paulo.

O feito do quinteto potiguar não é pequeno, o projeto do Camarones foi o único contemplado no Rio Grande do Norte e é um dos poucos dentro do rock. Móveis Coloniais de Acaju e Nancy, ambos de Brasília, foram os outros premiados no estilo. “Acho que esse prêmio consagrou um trabalho árduo e programado que tivemos desde março quando lançamos nosso disco. Nos esforçamos muito para estar sempre em tour, levando nosso show pro máximo de pessoas possíveis e esse trabalho sempre dá resultado. Estamos muito felizes!“, diz Ana Morena, baixista da banda.

Agora, com o final da tour 2010, o grupo se preparar para registrar um novo trabalho e finalizar seu DVD de estréia. “Já estamos há dois anos com esse repertório e está na hora decolocarmos um novo trabalho na rua, vamos aproveitar as folgas de fim de ano para fazer isso“, diz Xandi Rocha, baterista.

O Camarones ainda faz quatro apresentações este ano, duas em Natal/RN, uma em Camaçari e outra em Feira de Santana, ambas na Bahia.

RONEI JORGE E OS LADRÕES DE BICICLETA (BA) ANUNCIAM FIM DAS ATIVIDADES

ronei

A banda Ronei Jorge e Os Ladrões de Bicicleta, quarteto baiano formado por Ronei Jorge (voz e guitarra), Edson Rosa (guitarra, teclado e vocal), Sergio Kopinski (baixo e vocal) e Maurício Pedrão (bateria), vem a público anunciar uma pausa por tempo indeterminado em suas atividades. A decisão foi motivada pela impossibilidade atual de os integrantes se dedicarem à banda com a entrega e o envolvimento que marcaram a sua trajetória até aqui. Individualmente, cada um dos membros continuará a desenvolver outros projetos musicais.

A banda construiu seu trabalho de forma independente, alcançando destaque nacional pela qualidade e originalidade das músicas. No currículo, acumula EP, single, lançamentos virtuais, incluindo uma faixa apresentada exclusivamente em formato audiovisual, e dois álbuns: o primeiro, de 2005, batizado com o nome da banda; o segundo, Frascos Comprimidos Compressas, lançado em setembro de 2009, que figurou nas principais listas do país entre os melhores discos do ano e está disponível para download no site oficial: www.roneijorgeeosladroesdebicicleta.com.

Neste momento, Ronei Jorge e Os Ladrões de Bicicleta agradecem a todos que contribuíram para que sua música alcançasse o reconhecimento obtido ao logo de sete anos de trabalho contínuo. Agradece especialmente o carinho do seu público, força motriz da banda.

ENTREVISTA: SEX ON THE BEACH (PB)

Sex On The Beach é surf music no Cariri.

sex_on_the_beach_pb__cred__fer02Nem só de mar vive o surf music brasileiro. O melhor festival nacional do gênero fica nas montanhas mineiras e um dos melhores representantes nordestinos é de Campina Grande, cidade do Cariri paraibano, chamada Sex On The Beach. Um trio formado pelo guitarrista Diogo Pafa,o baixista Marlo Simaskowsk e o baterista Tonny Lira que desponta no cenário com sua música instrumental primorosa e instigante. Campina Grande é uma cidade cosmopolita e avançada que congrega pessoas de toda a região, como no caso do alagoano Diogo e do sergipano Marlo, estudantes que resolveram formar a banda junto ao local Tonny. O combo nem completou um ano de existência já lançou um EP e fez uma turnê proveitosa por vários estados do país. O primero disco cheio deve sair ainda este ano. Convidamos o baterista Marlo para esclarecer qual é a praia do Sex On The Beach. Let’s surfing!


Como é fazer “surf music” distante da praia? Fale sobre a banda.

Marlo -Não é complicado fazer surf music longe da praia. Nem estamos tão longe assim, na verdade. São só 120Km de distância. Mas, daqui, fazemos usando a imaginação. Não é preciso estar na Jamaica para fazer Reggae ou estar no Brasil para fazer Samba ou no Espaço para fazer Psicodelia. É uma questão de estado de espírito e de imaginação. Essa regra vale para nós também. Apesar da banda ser campinense, apenas um integrante não é “praiano”. Estamos apenas geograficamente longe da praia. Mas sempre continuamos imaginando (ou indo) a uma praia aqui por perto.

LEIA O RESTO DA MATÉRIA AQUI

CHÁ DE BEBÊ

Chuck Hipolitho gosta de brincar em seu estúdio e tirar som com amigos. A última dele foi juntar dois integrantes do Vivendo do Ócio, Martin (guitarrista da Pitty) e assumir o baixo nessa incrível música intitulada “Quase Impossível”.

E essa não foi a primeira vez. Veja aí Chuck+Rejects aqui de Natal para o take de “It’s My soul”. Dessa vez ele ataca na bateria.

ABRIL PRO ROCK CONFIRMA DUAS BANDAS POTIGUARES NA PROGRAMAÇÃO

bugs dosol01
Foto: Bugs no backstage do Festival Dosol 2009

Novamente Natal emplaca bandas na programação do Abril Pro Rock. Desta vez quem passa pelo palco do festival são os potiguares Bugs e Camarones Orquestra Guitarrística. O Bugs vem divulgando seu novo EP, fez grande apresentação no Festival Dosol e carimbou sua presença em Recife naquele dia, já que os curadores do Abril Pro Rock também estavam assistindo a programação do Dosol.

Já o Camarones Orquestra Guitarrística começa o ano como a banda potiguar com mais shows fora do Estado. São mais de 40 apresentações agendadas em quase todas as regiões e datas confirmadas em festivias como Calango, Bananada, Goma e Dosol. O Bugs toca dia 17 de abril e o Camarones faz o show de encerramento do festival.

PROGRAMAÇÃO COMPLETA DO PSYCHO CARNIVAL EM CURITIBA

SICKSICK SINNERS
Foto: Sick Sick Sinners no Festival Dosol 2009

Festival Psycho Carnival reúne time de veteranos em sua escalação

Os shows das bandas de psychobilly com mais de 20 anos de formação são os mais aguardados; entre elas estão Frenzy, Phantom Rockers, Kães Vadius e Missionários

A edição deste ano do festival de rock Psycho Carnival é marcada pela presença de bandas das mais clássicas do gênero psychobilly, que se destacam na programação como headliners de nível mundial. Este é um dos sinais de crescimento do festival, que chega à 11ª edição, tradicionalmente realizada durante o feriado de Carnaval, nos dias 13, 14 e 15 de fevereiro, em Curitiba. Para comportar o público, que aumenta a cada edição (de 2008 para 2009 foi registrado um salto de 100% no número de pessoas), o local escolhido foi o Moinho Eventos, uma das melhores e mais bem equipadas casas de shows do estado. Continuar lendo

AQUECIMENTO BAILE BARULINHO BOM – FESTA A FANTASIA: DUSOUTO EM VIDEO

O Baile Barulinho Bom já está com suas atrações confirmadas. A grande prévia pop do carnaval acontece sexta, dia 05 de fevereiro, na Rua Chile, Armazém Hall e Centro Cultural Dosol tendo como convidados Mundo Livre S.A (PE), Dj Dolores (PE), Dusouto, Camila Masiso, Orquestra Boca Seca e DJ Magão.

Os ingressos antecipados e promocionais vão ser vendidos a partir de amanhã na Spicy do Midway Mall por R$15,00. Só lembrando que a festa é a fantasia. E aí já escolheu a sua?

Para esquentar confira agora vídeos do Dusouto. Dub/reggae/beat style!

OPINIÃO: POR QUE A PITTY É LEGAL?

pitty1

Depois de alguma tempo parei para dar uma escutada no disco novo da cantora baiana Pitty. Me deparei com uma reflexão bacana de se fazer quando um artista chega na maturidade do seu trabalho e já está no mercado há muito tempo. E sim, a Pitty é uma artista ótima com composições excelentes e artísticamente muito preparada. Resumindo a conversa. Sempre gostei e continuo gostando muito da baianinha.

A primeira coisa que me chama atenção no som da Pitty é o esforço álbum a álbum que ela faz para ser uma artista relevante, até porque no Brasil se você tiver uma estrutura para trabalhar de produtores e gravadora, uma parcela do público formado com a ótica do mercado independente já torce o nariz. Confesso que as vezes também torço, mas como sou um cara da música e que gosta sempre da música primeiro, também sei admitir quando um artista é FODA. E sim Pitty, eu acho você FODA.

Claro que 90% do público da baiana é formado pela gurizada, principalmente meninas que gostariam de ser ela, tatuada como ela e roqueira como ela. Sonho hormonal adolescente que eu também já tive. Eu queria ser o Kurt Cobain, mas quando ele se matou me decepcionei e hoje admiro sua música, mas como ídolo ele me machucou. A Pitty já faz questão de dizer que não é espelho pra nada, deixando pros fãs só a música, mesmo que isso soe antipático em vários momentos. Acho salutar essa quebra de encanto porque tira o artista do pedestal intocável que a TV, por exemplo, proporciona. Diferente da opinião da “indiezada”, também não acho que é uma colocação hipócrita. Jogar o jogo faz parte do trabalho de um artista contanto que sirva para a música. Se servir só para aparecer gratuitamente é triste e causa uma enorme vergonha alheia.

Tem um lance bacana que também percebo no “trampo” da baiana. Diferente de bandas como Fresno e o NxZero que também fazem um enorme sucesso entre a garotada, Pitty tem consistência como compositora. Não que a gurizada que citei não tenha méritos, mesmo não gostando nem um pouquinho do som dos “emos”. O lance é que Pitty tem discos de carreira, atemporais e que podem facilmente suplantar a fase hype da divulgação dos álbuns e serem apropriados para audição em outros momentos. Para mim essa é a principal característica do artista relevante, ter solidez no conteúdo e jogar para a posteridade. Se a baiana faz sucesso agora ótimo para ela, porque pode sim ter sua obra admirada no presente e no futuro. Essa é a minha opinião.

A Bahia nunca decepciona desde Raul, passando Camisa de Vênus. Não seria dessa vez..

Anderson Foca é músico, toca no Camarones Orquestra Guitarrística e Rejects e é produtor do Dosol, Festival Dosol, estúdio Dosol.

ANDERSON FOCA (DOSOL) EM ENTREVISTA PRO ITAÚ CULTURAL

rejects-sxsw-05
Foto: Foca em ação com o Rejects (RN) á direita

Na série Mapa - Em Busca do Brasil Sonoro, as mais diversas referências, indicações e curiosidades sobre a música e sua produção no país são reveladas por produtores, pesquisadores e artistas de várias áreas. Os convidados falam sobre suas influências, como descobriram o talento pela música, seus projetos na área cultural e também indicam canções!

Nessa edição o músico e produtor Anderson Foca fala sobre os desafios de organizar o Festival DoSol, um dos mais importantes eventos de música independente do Nordeste do país. No programa, você também ouve bandas que se destacaram nas últimas edições escolhidas por ele. Programa gravado em São Paulo, em abril de 2009. Duração: 30 minutos.

CLIQUE AQUI PARA OUVIR

VALÉRIA OLIVEIRA (RN) NO SOUTH BY SOUTHWEST

valeria_oliveira_imbalanca

Na próxima segunda dia 16 de março, Valéria Oliveira embarca para os Estados Unidos para se apresentar no “South by Southwest” Week, mais conhecido como SXSW, que é realizado anualmente em Austin, capital do Texas, nos Estados Unidos. Acompanhada de sua banda – composta por Eduardo Pinheiro na guitarra, Paulo de Oliveira no baixo e Rogério ‘Pitomba’ na bateria -, Valéria leva na bagagem seu mais recente CD de carreira, o leve só as pedras, para uma apresentação no próximo dia 21 de março em um dos 80 palcos do Festival.

Entre os brasileiros selecionados para 2009, há estilos bastante diversos como Fernanda Takai, Mundo Livre S/A, Vander Lee, Tita Lima, entre outros.

É no lendário Festival de Música SXSW que novos talentos do circuito independente de diversos países debutam para a cena mundial e se integram a artistas já consagrados. Nas últimas edições, passaram por lá nomes tão importantes quanto Ben Harper, R.E.M. e Morrissey, assim como foram lançados artistas como Amy Winehouse e Vampire Weekend. No SXSW 2009, serão mais de 1.800 shows dos mais variados gêneros e centenas de artistas e bandas de todo o mundo se apresentando numa grande vitrine de tendências artísticas e culturais.

Dentre as inúmeras atrações do festival, um dos destaques é a Conferência de Quincy Jones, empresário, produtor vencedor de vários prêmios Grammy, compositor e arranjador. Considerado um humanitário de longa data, produziu e realizou o histórico “We Are The World”, gravação em favor da redução da fome na Etiópia. Jones é esperado para discutir o poder da música para influenciar e criar uma mudança positiva no mundo e da responsabilidade do artista ao utilizar a sua arte para reunir pessoas para o bem da humanidade. Dentre os projetos atuais e futuros, incluem-se o livro “The Complete Quincy Jones: My Journey and Passions”, um documentário sobre o Carnaval brasileiro, em favor das vítimas do furacão Katrina e das favelas do Brasil. Quincy Jones é considerado pela revista Time como um dos 6 mais influentes artistas de Jazz do século XX.

Valéria Oliveira, que tem um histórico no campo social, está muito ansiosa para ouvir as idéias de Quincy Jones, já que em Natal participou de diversos shows de promoção do voluntariado como no Ano Internacional do Voluntário e no Lançamento Nacional do Dia Global do Voluntariado Jovem. “Eu tenho voz, instrumentos e vontade de mudar o Brasil”: foi com essa frase de mobilização que o Projeto Retrovisor, do qual Valéria participava, celebrou o Dia Internacional do Voluntário e lançou a música “A Casa do Rei”; com Khrystal, a artista compôs a música “Ópera: o Impacto”, ambas em prol do controle social como forma de voluntariado transformador.

Valéria também aproveitará sua viagem para promover o RN como destino turístico. O folheto promocional de seu show traz no verso fotos do produto turístico Natal e o slogan que vem sendo utilizado pela Emprotur para divulgação do Estado: “O melhor da vida está aqui/The best in life is here”. Valéria Oliveira, músicos, empresária e assessora de comunicação vestirão durante o Festival camiseta promovendo a cidade de Natal com a marca exclusiva para o Brasil concedida pelas Nações Unidas: “Natal Cidade com coração/Natal City with a heart”.

O Festival é composto ainda por uma intensa programação de palestras, entrevistas com artistas, painéis, sessões com especialistas, sessões de audição de demos, feira de negócios, compra e venda de instrumentos e discos, além de festas privadas promovidas por gravadoras internacionais.

A participação de Valéria Oliveira no SXSW 2009 conta com o fundamental apoio do Programa de Intercâmbio e Difusão Cultural do Ministério da Cultura que, por Edital, selecionou a artista para a concessão das passagens aéreas. Valéria, que vem investindo de maneira independente em sua carreira internacional, com quatro CDs lançados no Japão e três turnês realizadas na Suíça, conta nesse Festival com a colaboração da Fundação José Augusto e o apoio do Governo do Rio Grande do Norte e do SESC-RN.

LUCIANO MATOS (BA): DISCOS NOVOS – DOWNLOAD

A indústria já deu passos que vai aliviar a pressão pelo download livre, mas assim mesmo continua perseguindo alguns sites. blogs e internautas que colcoam a música a disposição. Não temos qualquer vínculo comercial, financeiro com ninguém, apenas gostamos que a boa música seja acessada pelas pessoas. Segue uma lista de lançamentos de 2009 desse último mês pelo mundo. Façam a festa tem de tudo.

Para começar tem os medalhões U2 com “No Line On the Horizon”; Tom Waits com “The Ghost Of Tom Waits” (parte 1 e parte 2) (Senha: PunchDrunk) e o velho chefe Bruce Springsteen com “Working On A Dream”.

Do universo mais pop e eletrônico tem a cantora Lily Allen com o segundo disco “It’s Not Me, It’s You”; o The Prodigy com “Invaders Must Die”; Simian Mobile Disco com “Synthesise”; Miss Kittin & the Hacker com “Two”; MSTRKRFT com o esperado segundo disco “Fist Of God”(Senha: Tuisko); e o projeto N.A.S.A, do Dj brasileiro Zé Gonzalez com o produtor Sam Spiegel, que estréia com o disco “Spirit Of Apollo” que tem participações de nomes como Santogold, Lovefoxxx, M.I.A., Kanye West, Lykke Li (do Wu-Tang Clan), George Clinton, Tom Waits, Seu Jorge, John Frusciante e David Byrne.

Do universo folk/ jazz e afins tem os novos discos de Bonnie Prince Billy “Beware” e o novo de Madeleine Peyroux “Bare Bones”. E no rock várias boas novidades, desde os novos do
…And You Will Know Us By The Trail Of Dead, “The Century of Self”; Mando Diao, “Give Me Fire” e Yeah Yeah Yeahs, “Its Blitz!” (senha: nodata.tv); até os novos do The Rakes, “Klang”; Brakes, “Touchdown”; The 1990’s, “Kicks” e Black Lips, “200 Million Thousand”. Um nome novo que promete ser uma da sboas revelações do ano segundo os comentários é Bruce Peninsula com o disco “A Mountain is a Mouth” (Senha: rcd).

Para completar duas coletâneas bacanas; War Child: Heroes, que traz covers interessantes, com artistas escolhidos pelos autores para fazerem as versões. O resultado é Beck tocando Bob Dylan, Scissor Sisters fazendo versão de Roxy Music, Lily Allen and Mick Jones reinventando “Straight to Hell” do The Clash, Duffy tocando “Live and Let Die” de Paul McCartney, Elbow tocando U2, TV on the Radio recriando “Heroes” de David Bowie, Hot Chip com “Transmission” do Joy Division, The Kooks tocando The Kinks, Estelle fazendo versão de “Superstition” de Stevie Wonder, Rufus Wainwright tocando Brian Wilson, Peaches com sua versão para “Search and Destroy” do Stooges, The Hold Steady tocando Bruce Springsteen, The Like recriando Elvis Costello, Yeah Yeah Yeahs executando “Sheena Is a Punk Rocker” do Ramones e Franz Ferdinand tocando Blondie. A outra coletânea, Sweetheart: Our Favorite Artists Sing Their Favorite Love Songs, lançada pela Starbucks, reúne artistas e bandas fazendo covers de suas músicas “românticas” favoritas, para o dia dos namorados. Na lista Death Cab for Cutie, Katy Perry, Lila Downs, She & Him, entre outros, fazendo versões de Elvis Presley, The Cure, Frank Sinatra, A-ha, Coldplay, Billie Holiday, entre outros.

Lembrando que os links para download não são postados pelo el cabong, podendo a qualquer momento ser retirados do ar.

HOJE É O ÚLTIMO SHOW DO CHUCK HIPOLHITO COM OS FORGOTTEN BOYS

chuck

Já é o ofical há algum tempo, mas agora quem falou foi o próprio Chuck no site dos Forgotten Boys. Acompanhem a declaração:

Pessoal, aqui é o Chuck escrevendo pessoalmente. Infelizmente os boatos e fofocas chegaram antes, mas, estou aqui para confirmar que estou realmente saindo dos Forgotten Boys. Foram praticamente 10 anos me dedicando a uma das bandas mais legais do meu país. Sinto-me honrado de ter feito parte desse período, de ter dividido as experiências que vivi com o Gustavo, o Arthur, o Flávio, o Zé e o Fralda, mas, é hora de mudar de rumo. O motivo da saída é bem simples, tocar minha vida de maneira diferente. Não pretendo parar de fazer música, trabalhar com música e nem de tocar música, apenas minha vida não é mais compatível com o que se espera de um Forgotten Boy. Portanto, gostaria de chamar todos para o show do Studio SP (confira na agenda para mais informações), que será meu último com os Forgotten Boys, e o último deles comigo.

Mas, por favor, sem clima de despedida… ok!? Isso é chato. Os Forgotten Boys seguem firmes e fortes, e sendo minha banda favorita, isso é o que importa. Mais notícias vocês devem ter em breve sobre o futuro (leiam o que vem depois do meu comunicado. alí em baixo…)

Um grande abraço e nos vemos no Studio SP dia 30!

CHUCK HIPOLHITO FORA DOS FORGOTTEN BOYS

forgotten-02

O guitarrista e vocalista Chuck Hipolhito está fora dos Forgotten Boys. a saída sem brigas e discussões acaloradas foi explicada por Gustavo, guitarrista remanescente e agora único membro da formação original da banda em entrevista para o Blog do Finatti. Leia um trecho abaixo:

Zap’n'roll – Chuck está saindo mesmo da banda?
Gustavo Rivera – Sim, aparentemente sim.

Zap – Motivo da saída?
Gustavo – O ideal seria você perguntar isso a ele. Mas é o que já foi divulgado pelo seu blog: ele vai ser pai (nota zapper: o blog errou ao informar que o filho de Chuck com a atriz Débora Falabella já tinha nascido; na verdade, ela deverá dar à luz em maio próximo), e está querendo cuidar mais da família e também de projetos pessoais dele, como trabalhar no estúdio que ele tem, gravando e produzindo outras bandas.

Zap – Procedem as informações de que ele e o batera Flavinho Forgotten estariam brigando muito?
Gustavo – Eles andaram tendo alguns atritos, mas estão se dando super bem atualmente.

Zap – Com a saída de Chuck, como fica a formação do conjunto?
Gustavo – A idéia é essa mesma: colocar um teclado e uma percussão, mudar a sonoridade da banda, que é algo que nós estamos tentando fazer há tempos.

Zap – Só você vai continuar cantando?
Gustavo – Olha, se pintar alguém que cante e componha bem… estamos abertos a isso.

Zap – A saída do Chuck foi decisão dele? Surpreendeu vocês?
Gustavo – Sim, foi decisão dele. De uns tempos pra cá eu percebi que ele estava meio distante. Mas ele sempre foi profissional, tanto que comunicou sua saída e se dispôs a cumprir as datas mais próximas com a banda, que foram os shows na Outs e o próximo, que rola semana que vem no StudioSP. Mas foi uma surpresa pra todo mundo quando ele disse que estava saindo.

Zap – Vocês já estão pensando no sucessor de “Louva-a-deus”?
Gustavo – Bom, pretendo estrear a formação nova no dia 27 de fevereiro, em um show que faremos no Centro Cultural São Paulo. E minha idéia é já compor pensando nesta formação, pra ver se compomos um disco novo inteiro ainda para este ano.

BRUNO NOGUEIRA (PE): A NOVA GESTÃO DA ABRAFIN

mqn2
Foto: Fabrício Nobre continua presidinso a ABRAFIN

Ontem teve a votação para nova gestão da Associação Brasileira dos Festivais Independentes (abrafin). Apesar do presidente continuar sendo Fabrício Nobre, do Goiânia Noise / Bananada, quase todos os outros cargos tiveram mudanças. A chapa assume pelos próximo dois anos agora na configuração que está logo abaixo. Na principal novidade, está a saída de Paulo André (Abril Pro Rock) da vice-presidência e entrada de Pablo Capilé (Calango) no lugar.

A coordenação continua quase toda com os festivais mais antigos. Até porque eles precisaram enfrentar um dos períodos mais difíceis para a associação. Afinal, a crise econômica aperta onde doi mais nos festivais, que é o bolso do Patrocinador. Mas já tem alguns eventos mais novos ocupando cargos importantes. Por sinal, para quem ainda não sabe, a Abrafin faz três reuniões anuais. Quem quiser se filiar, só tem agora mais duas chances de pegar o encontro. O próximo será na Feira da Música / Porto Musical, no Recife em maio. A terceira é em dezembro. Continuar lendo

BRUNO NOGUEIRA(PE): THE MOST IMPORTANT INDEPENDENT BAND OF BRAZIL

autoramas

Pelo menos é o que diz a Rough Trade. Que, por acaso, também é o selo independente mais importante no mundo, lançando todos os nomes que importam no pop, de Smiths aos Strokes. Catchy Chorus, vinil em edição limitada (apenas 200… eu disse DUZENTAS… cópias prensadas) do Autoramas está sendo vendido lá! Segundo a loja online, a banda é uma mistura de “b-52’s, devo, surf music and jovem guarda”. E apesar de já nascer raro, o disquinho custa apenas 4,99 libras!

Por falar em Autoramas, ainda deve demorar um pouco para sair um disco novo. A banda está no meio da temporada no Cinemateque, no Rio de Janeiro, onde se apresentam pela primeira vez em formato acústico. Todas as músicas ganharam novos arranjos. Enquanto isso, Gabriel Thomaz também prepara o celebrado reencontro do Little Quail! Uma das bandas de rock mais legais de Brasília e que mais faz falta. Ou você também não curtia aquele quase hardcore para o Samba do Arnesto?