CLIPPING: MUNDO LIVRE EM NATAL NESTE SÁBADO (TRIBUNA DO NORTE)

O Mundo Livre S/A volta a Natal para tocar seus novos esquemas de samba, dentro da nova edição do projeto Studio Peppers, que leva atrações alternativas ao palco da boate Pepper’s Hall, em Ponta Negra. Os pernambucanos virão neste sábado para tocar o novo disco, “Novas lendas da etnia Toshi Babaa”, lançado ano passado, com elogios. A banda Orquestra Boca Seca lançará seu primeiro trabalho autoral na ocasião. O DJ Magão estará nas picapes.

Mundo Livre explora humor e sonoridades brasileiras em novo disco
Mundo Livre explora humor e sonoridades brasileiras em novo disco

“Novas lendas da etnia Toshi Babaa” é o sexto trabalho da banda e traz um Mundo Livre menos conceitual e mais acessível, ensolarado – mas sem perder o sotaque Mangue Beat jamais. Há senso de humor, jazz, samba e funk em músicas como “Constelação carinhoca 7234″, “Ela é indie”, “Tua carne black labe”; marchinha com house em “O velho James Brownse já dizia”, e experimentalismos electro em “Se eu tivesse fé – fucking shit”.

As apresentações também não abrem mão de canções antigas e que os fãs adoram cantar, como “Meu esquema”, “Muito obrigado”, “Inocência”, “Por pouco”, “Caindo em si”, “Pastilhas coloridas”, entre outras. A banda é formada por Fred Zero Quatro (vocal, guitarra e cavaquinho), Areia (baixo), Xef Tony (bateria), Léo D. (teclados), e Tom Rocha (percussão).

O Mundo Livre nasceu no bairro beira-mar de Candeias, mesmo lugar de Recife em que foi redigido o manifesto Caranguejos com Cérebro, marco do Movimento Mangue, que prega a universalização e a atualização da música pernambucana.

Serviço: Mundo Livre S/A. Sábado, às 23h, no Pepper’s Hall, Ponta Negra. Vendas antecipadas na Oculare (Midway). Na hora: R$30.

CLIPPING: LUIZ GADELHA NO BLOG ATIVIDADEFM (PB)

Baixista e cantor da querida banda Talma & Gadelha, reconhecido por suas simples, porém belas letras, Luiz Gadelha acaba de lançar seu primeiro disco solo, intitulado “Suculento“.

Lançado dentro do Projeto Incubadora, do Estúdio DoSol, o disco foi produzido porAnderson Foca e pelo próprio cantor. Além disso, o álbum contou com várias participações especiais de gente como Vinicius Davilla, Julio Cortez, Karina Monteiro, Léo Martinez, e alguns dos próprios integrantes da banda: o guitarrista Henrique Rocha e a baterista Emily Barreto.

O disco também veio acompanhado de um documentário, que você assiste logo abaixo. Baixe o disco aqui. E confira o site oficial do cantor neste link.

CLIPPING: PROJETO INCUBADORA DO DOSOL NO DIÁRIO DE NATAL

Projeto atua como catalizador produtivo


 

O CD Suculento foi gravado pelo Projeto Incubadora, criado no ano passado pelo combo Dosol com o intuito de replicar o conhecimento adquirido no segmento musical e de gestão, acumulado nos últimos dez anos de atividade do Dosol, comandado pelo produtor Anderson Foca. Os discos produzidos pelo Incubadora são totalmente bancados com verba própria do Dosol.

A metodologia é simples: o selo atua em todas as etapas do projeto de cada artista, desde o design da capa até a feitura de vídeos promocionais, ao acompanhamento no estúdio, mixagem, master e agendamento de divulgação de cada trabalho. Segundo Anderson Foca, “o propósito é dar um start mais rápido à carreira da turma, já que já ‘pagamos essa matéria’ antes”, brinca o produtor.

O Projeto Incubadora já lançou álbuns das bandas Monster Coyote, Hossegor, Talma&Gadelha e Venice Under Water. Todas em 2011. Este ano já foram lançados os discos do Red Boots, de Luiz Gadelha. A expectativa é de sejam lançados ainda em 2012, o disco do 30 de outubro, do High Desert,do Hey Apple e o solo de Simona Talma, além do segundo trabalho do Talma&Gadelha.

Serviço:

Baixe o CD Suculento:
www.wix.com/luizgadelha/suculento

CLIPPING: LUIZ GADELHA NO DIÁRIO DE NATAL

Suculento e de graça
Direto da “incubadora”, novo álbum de Luiz Gadelha já pode ser degustado, sem custos, pela internet
Sérgio Vilar
sergiovilar.rn@dabr.com.br

 

Tá com fome agora? Quer algo bem suculento? A solução está na tela fria da internet. Isso mesmo: nesta rede mundial de infinitas possibilidades, mas nenhuma propriamente degustativa, se convenha. Mas acredite: o alimento ainda está quentinho, saído do forno. E bastam umas clicadas e você encontra. A receita foi criada pelo compositor e cantor Luiz Gadelha, fritada por Anderson Foca e está pronta para servir de alimento sonoro/sentimental a quem quiser. De graça. E suculento. Tem ainda quem goste da beleza do prato. Então, nada melhor que a tinta e o pincel da artista de rua Sinhá.


Músico produziu 10 canções que ganharam corpo através de improviso, liberdade criativa e incentivo do selo Dosol. Foto: Arquivo Pessoal/Divulgação

Esses são os ingredientes do novo CD de Luiz Gadelha, Suculento. São dez pedaços açucarados de sons distintos, mas unidos em essência. E o melhor: o molho de cada canção foi feito na hora, no improviso. Gadelha disse ter levado ao estúdio as dez canções ainda em estado cru – voz e violão. Até pensou em gravar todas elas assim mesmo, sem nem tempero. Quando o chef Anderson Foca escutou, sugeriu acréscimos. “Eu e Foca escutávamos a música, decidíamos o que precisava e ia colocando. Quando precisava de bateria, ligava para alguém vir tocar, ali na hora mesmo. Foi assim”.

Todo cozinheiro tem um pouco de intuição no preparo. E nessa pegada se deu a elaboração de cada faixa. “Meu trabalho estava pronto: a composição. Depois eu quis uma luz para saber o que fazer dali pra frente. A ideia era de que ficasse o mais simples possível”. E os temperos foram sendo experimentados, basicamente por sugestão do próprio Luiz Gadelha e de Anderson Foca. Guitarras, efeitos, distorções, bateria eletrônica e a combinação de gostos rendeu um álbum agridoce: faixas mais alegres, outras mais melancólicas. E todas com as marcas notórias do compositor.  Continuar lendo

DOSOL NETLABEL: ORQUESTRA BOCA SECA (RN) – NEGA BALANCE

Ainda em 2009 o quarteto potiguar Orquestra Boca Seca começou a registar seu primeiro trabalho aqui no Estúdio Dosol. Ficaram um tempo parados, priorizando outros projetos e agora finalmente soltam para degustação de quem curte dançar “Nega Balance”, primeiro trabalho da banda. O disco passeia pelo samba rock, com pitadas de reggae, ska e ritmos latinos, bem na praia do que a banda costuma arepsentar nas noites potiguares. Para o fim do álbum ainda rolam três faixas ao vivo que também são vídeos, gravadas para o vídeo release do grupo no Centro Cultural Dosol.

O material é coisa fina e ainda conta com gente como Pádua, Nemias, Gilberto CAbral, Maguinho da Silva, entre outros excelentes músicos potiguares no decorrer da bolacha. A produção é da banda com co-produção de Anderson Foca. Deguste, baixe e espalhe e nêga, vamos balançar?

Orquestra Boca Seca - Nega Balance (671)




CENTRO CULTURAL DOSOL [EVENTOS]: VIVENDO DO ÓCIO EM NATAL, SÁBADO, 28 DE ABRIL, 18H


Cartaz por Cesar Valença, ilustração por Anderson Foca

Os baianos do Vivendo do Ócio estão de malas prontas para invadir o Nordeste no final de abril dentro do projeto “Tour Dosol 2012”. Depois de uma aclamada passagem pelos festivais da região (Dosol, Ponto CE e Mundo) no final do ano passado, o grupo volta para lançar seu mais recente trabalho intitulado “O Pensamento é um Imã”. Em Natal o show acontece sábado, dia 28 de abril às 18h no Centro Cultural Dosol. A festa ainda terá como bandas convidadas o Camarones Orquestra Guitarrística e o Talma&Gadelha.

O rock direto e dançante do Vivendo do Ócio começou a dar seus primeiros passos em 2008 remando contra a maré da turma do axé do Pelourinho, bairro soteropolitano em que a banda foi formada. Rapidamente o quarteto foi ganhando espaço em pequenos shows pela cidade até chegar a DECK DISC através do concurso Gas Sound. De lá para cá, o Vivendo do Ócio foi crescendo sua base de fãs, lançou seu primeiro álbum, vários clips e emplacou tours nacionais e internacionais.

Amadurecidos e sediados em São Paulo, a banda parte agora para uma nova etapa com o divulgação de “O Pensamento é um Imã”. “Estamos muito felizes e com uma grande vontade de fazer esses shows no Nordeste, serão seis shows em quatro dias e queremos cumprir essa agenda na pressão”, comenta Dieguito, baterista do VDO.

A “Tour Dosol 2012” tem colocado artistas para circular pelo Nordeste além de também agendar bandas locais. “Fizemos a primeira etapa do projeto com excelentes shows do Forgotten Boys (SP) e estamos cuidando da agenda do Camarones Orquestra Guitarrística e Talma&Gadelha, está sendo um começo de ano bem intenso”, diz Foca, produtor do Dosol. A próxima banda a vir pelo Nordeste dento do projeto é O Lendário ChucrobillyMan (PR).

Os ingressos para o show do Vivendo do Ócio em Natal estão a venda no Café da Praça, Natal Shopping por R$12,00 (preço promocional).

SERVIÇO
O que? Vivendo do Ócio em Natal
Quando? Sábado, 28 de abril, 18h
Onde? Centro Cultural Dosol, Ribeira
Atrações? Vivendo do Ócio (BA), Camarones Orquestra Guitarrística (RN) e Talma&Gadelha (RN)
Quanto? R$12,00 (promocional no Café da Praça, Natal Shopping

DOSOL 2012 E PEPPERS HALL APRESENTAM: MUNDO LIVRE S.A. E ORQUESTRA BOCA SECA, NESTE SÁBADO, 31 DE MARÇO NO PEPPERS HALL!

Neste sábado, dia 31 de março tem mais uma edição do Studio Peppers, evento organizado pelo Peppers Hall em parceira com o Dosol que junta uma banda convidada da música alternativa brasileira com um grupo local. Desta vez quem sobe ao excelente palco do Peppers são os pernambucanos do Mundo Livre S.A. uma das maiores formações do rock brasileiro em todos os tempos. Os potiguares da Orquestra Boca Seca são a banda anfitriã da noitada.

O Mundo Livre vem à Natal trazendo na bagagem seu novo e aclamado disco “Novas lendas da etnia Toshi Babaa”, trazendo a tona um trabalho mais bem humorado mas mantendo a mesma veia crítica que é marca da banda desde que o grupo apareceu no começo dos anos 90 com o já histórico álbum “Samba Esquema Noise”. Querida do público natalense, a banda faz pelo menos um show por ano em Natal todos os anos e já se apresentou nos maiores festivais da cidade como Dosol e Mada, só para citar alguns.

A banda potiguar Orquestra Boca Seca aproveita o show junto com o Mundo Livre para lançar seu primeiro trabalho autoral, gravado há quase dois anos e que agora ganha espaço na agenda do grupo.

O Peppers Hall tem sido palco, pelo menos uma vez por mês de shows de artistas alternativos de destaque no cenário nacional, caso do Otto, Fernanda Takai, Eddie, entre outros. Os ingressos para o Studio Peppers com Mundo Livre estão sendo vendidos na Oculare (Midway) a preços promocionais.

SERVIÇO
O que? Studio Peppers
Atrações? Mundo Livre S.A. (PE), Orquestra Boca Seca (RN), DJ Magão (RN)
Quando? Sábado, 31 de março, 23h
Onde? Peppers Hall, Ponta Negra.
Vendas Antecipadas? Oculare (Midway)

CENTRO CULTURAL DOSOL [EVENTOS] – COLLIGERE EM NATAL, SÁBADO, 14 DE ABRIL, 16H

Orgulhosamente, depois de 9 anos da primeira vinda ao nordeste, e de volta para alguns poucos shows no país, a Otimismo Produções, juntamente com a Still Normal Discos, apresentam a vinda de um dos shows mais esperados pela região, o da banda curitibana Colligere. Show reunião em apresentação única! Um lindo baile de Hardcore! “Todos os dias em que não há dança estão perdidos.”

Colligere (PR)
Calistoga
Born to Freedom
Driveout
Sunday Record

14 de Abril
No Centro Cultural Dosol
Entrada a R$10(antecipados), RS12(na hora) ingressos limitados
Apoio – Sinasefe Natal – RockPotiguar

PEACEFUL PANTS – FLOATING ISLAND

2011 vai ficar marcado como o ano em que a música pop potiguar mais lançou trabalhos, e o melhor, todos com extrema qualidade. A estréia de Adriano Sudário não poderia ser mais emblemática. O cara já rodou em meia dezenas de bandas, experimentou, gravou em casa e resolveu partir para um trampo solo intitulado Peaceful Pants.

Adriano nem mirou, mas acertou na mosca com a sutileza do seu violão, arranjos vocais poderosos e EXCELENTES canções. Não há outra coisa a fazer a não ser baixar o álbum, carregar no se player preferido e se deliciar com esse presente.

O disco foi gravado no Estúdio dosol e mixado no Estúdio Megafone. Baixe agora!

Peaceful Pants - Floating Island (947)

RESENHA: LUIZ GADELHA (RN) – SUCULENTO

Por Foca

Analisar um disco estando totalmente inserido no processo de realiza-lo parece fácil mas não é. Para isso, passei um tempo longe do que produzimos em “Suculento” para fazer um diagnóstico do trabalho com o ouvido mais limpo.

De cara, a primeira coisa a se detectar é que Luiz Gadelha é um compositor de mão cheia. Ele tem a qualidade de criar músicas simples sem cair nas armadilhas da canção fácil (mesmo quando parece). Pegar as músicas para produzir sem conhecer nada do repertório foi uma opção para se livrar de qualquer amarra na hora de registrar o álbum. Foi muito bom conhecer as canções da maneira mais simples e reencontra-las no resultado final.

Incrível como muita coisa fez sentido com o disco pronto. Na hora de gravar tudo nem pensamos muito em como tudo ia soar. No primeiro dia de gravaçãos, só para dar um exemplo, nem tínhamos uma banda e fui chamando pessoas mais próximas para irem gravando pedaços, takes inteiros até criar todo o conceito de “Suculento”.

Nesse clima, conseguimos tirar o melhor de quem passou pelo álbum.  Resultado alcançado pelo simples fato de que não houve e nem há pressão para que haja resultados. Foi só gente que toca interpretando as músicas de um cara que compõe.

Não vou destacar faixas, elencar esse ou aquele arranjo de que mais gostei porque curti absolutamente tudo: timbres, colocação das vozes e principalmente as composições, e foi exatamente partindo delas que direcionei a produção do álbum, reforçando as canções.

Luiz Gadelha se mostra um belo intérprete, mas sem dúvida é seu maior mérito ser uma das gratas “revelações” da nova safra de compositores da música brasileira. Recomendo uma audição tranqüila para os fãs de música e recomendo ainda mais essas canções para intérpretes a fim de registrar belas músicas em seus álbuns. “Suculento” é uma máquina de hits.

CAMARONES ORQUESTRA GUITARRÍSTICA – EP DE NATAL

O melhor jeito de agradecer o ano perfeito que o Camarones Orquestra Guitarrística teve em 2011 é com música e por isso a banda lança para download gratuito um EP especial de Natal com três faixas: duas versões e uma música inédita.

Abrimos o Ep com uma lenda do surf garagem do mundo, o seminal Link Wray gravando uma versão de El Toro que foi lançada numa coletânea sulamericana (infelizmente não está disponível no Brasil). Voltamos ao tempo em que a banda dava os primeiros passos ensaiando versões de filmes e desenhos animados e nas sobras de estúdio durante a gravação de “Espionagem Industrial” gravamos Ghostbusters, tema do filme com o mesmo nome e que representa bem o clima animado e festivo que rolou em todo o processo de gravação. Para finalizar o EP gravamos a faixa inédita e autoral “Ladeira”, composição gravada em conjunto com os cuibanos do Macaco Bong em passagem recente deles pelo RN.

O C.O.G fez 110 pautas no ano de 2011, passando por 35 cidades diferentes em todas as regiões do país (e também na Argentina). Somando toda as datas o grupo se aproximou da marca de 50.000 expectadores no ano. A tour de 2011 encerrou um ciclo de quase dois anos de dedicação a banda que geraram dois discos, quatro clips e quase uma centena de vídeos oficiais. Nosso muito obrigado a todos os produtores, festivais, coletivos e público que nos receberam nessa enorme empreitada. Em 2012 tem muito mais, fique com nossa música como agradecimento e que vocês tenham um ano de 2012 feliz e com saúde para realizar muito mais! Ouçam Alto!

Camarones Orquestra Guitarrística - EP Especial de Natal (2011) (2384)

TOUR DOSOL 2012: CAMARONES NO URUGUAI E ARGENTINA

Já são três semanas seguidas de shows que deram início a Tour 2012 do Camarones Orquestra Guitarrística. Fomos ao Sudeste, fizemos shows pelo Nordeste, fomos até a Região Norte e agora é hora de invadir pela segunda vez a sulamérica.

Os shows acontecem no Uruguai e Argentina, além de um pequeno off para visitarmos como espectadores o Quilmes Rock, um dos maiores festivais argentinos e que esse ano conta com o Artic Monkeys e Foo Fighters no lineup, duas bandas que gostamos muito.

Também faremos algumas entrevistas em rádios e outras pautas de divulgação do nosso trabalho. Uma segunda perna da nossa tour sulamericana já começa a ser planejada para acontecer em setembro tendo como sede o Chile. Contamos tudo em seguida e se tiver passando o feriado da semana santa nos países hermanos, apareça no rock!

CENTRO CULTURAL DOSOL [EVENTOS]: LANÇAMENTO DO CD DE LUIZ GADELHA, SÁBADO, 14 DE ABRIL, 23H


Cartaz por Cesar Valença, ilustração por Anderson Foca

Que Luiz Gadelha é um dos compositores mais completos do RN, isso muita gente já sabe. Seja a frente da sua banda, o Talma&Gadelha ou interpretado por cantoras consagradas em terras poti como Valéria Oliveira ou Khrystal, Luiz sempre está presente com canções marcantes e fortes, navegando bem nas rimas sobre o amor, o cotidiano e as coisas da vida no geral. Agora, Luiz Gadelha preparou um ataque solo todo concentrado no seu novo trabalho intulado “Suculento”, uma verdadeira máquina de hits pops, como pouca vezes alguém teve capacidade de compor por aqui. Não é pouca coisa.

“Suculento” vai poder ser degustado ao vivo e a cores pela primeira vez dia 14 de abril, um sábado, lá no Centro Cultural Dosol a partir das 23h.  A coisa promete, o disco está lindo e o show vai refletir isso. Perder é vacilo, agendem-se!

Lançamento do CD “Suculento” de Luiz Gadelha
Sábado, 14 de abril, 23h
Centro Cultural Dosol, Ribeira
R$8,00

CENTRO CULTURAL DOSOL [EVENTOS] – SKULL FEST, SÁBADO 07 DE ABRIL, 23H

Metaleiros potiguares preparem-se. Depois do enorme comparecimento no I Natal Metal Militia, o Expose Your Hate volta ao palco do Centro Cultural dosol, desta vez dividindo palco com a lenda local Sanctifier e outros excelentes grupos. Tudo isso é parte de uma mega aquecimento para o show do potiguares no Metal Open Air. Alongue o pescoço e vamos bater cabeça!